Vacina cubana contra COVID tem 92,2% de eficácia, diz governo local

Vacina cubana contra COVID tem 92,2% de eficácia, diz governo local

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 23 de Junho de 2021 às 15h40
Ali Raza/Pixabay

Nesta semana, Cuba anunciou os resultados — ainda não publicados — dos estudos em humanos de duas vacinas contra a COVID-19, desenvolvidas na própria ilha. De acordo com as autoridades do país, o imunizante Abdala pode garantir uma taxa de eficácia contra o coronavírus SARS-CoV-2 de 92,28%, a partir de três doses com 14 dias de intervalo entre cada uma. Enquanto isso, a vacina Soberana 2 garante uma proteção de 62% com apenas duas das três doses previstas. 

“Atingidos pela pandemia, nossos cientistas do Instituto Finlay [responsáveis pela Soberana 2] e do Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia [responsáveis pela Abdala] superaram todos os obstáculos e nos deram duas vacinas muito eficazes”, afirmou o presidente cubano Miguel Diaz-Canel, nas redes sociais. Agora, os dois imunizantes devem receber autorização de uso em breve no país.

Vacina Abdala contra a COVID-19 obteve 92,2% de eficácia em testes, segundo Cuba (Imagem: Reprodução/Mufid Majnun/Unsplash)

Segundo o governo cubano, alguns países já manifestaram interesse em comprar as vacinas, como Argentina, Jamaica, México, Vietnã e Venezuela. Além deles, o Irã já produz a Soberana 2, desde o início deste ano, como parte dos testes clínicos de última fase.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Vacinação em massa contra COVID-19

Segundo a agência internacional de notícias Reuters, as autoridades cubanas já administraram as vacinas experimentais, em massa, como parte dos estudos de Fase 3 que esperam demonstrar a queda na propagação do coronavírus na ilha. Até o momento, um milhão dos 11,2 milhões de residentes do país foram totalmente vacinados.

Desde o início dos testes, os casos diários da COVID-19 caíram pela metade na capital, Havana. Segundo os dados oficiais, a campanha de imunização começou há um mês, com o uso da vacina Abdala. Até agora, Cuba notificou 169.365 casos de coronavírus e 1.170 óbitos.

Fonte: Reuters  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.