Um em cada cinco municípios brasileiros registra casos da COVID-19

Por Fidel Forato | 27 de Abril de 2020 às 20h10
Reprodução

Brasil registra mais de 65 mil casos do novo coronavírus (SARS-CoV-2) e se somam mais de 4.500 mortes, de acordo com as atualizações diárias do Ministério da Saúde. No cenário da COVID-19, todos os estados brasileiros já registram casos e óbitos em decorrência da doença, no entanto, a situação dos municípios é diferente, sendo que apenas um em cada cinco apresenta pacientes infectados.

Até o momento da epidemia, a COVID-19 está concentrada nas cidades grandes e médias, segundo o levantamento do jornal O Globo. Para se chegar a esses números, dados compilados pelo Ministério da Saúde e cruzados com a estimativa populacional de 2019, feita pelo IBGE, revelam que, até o dia 16 de abril, das 324 cidades com mais de 100 mil habitantes, somente 14 não registravam nenhum caso do novo coronavírus.

Municípios pequenos ainda resistem ao novo coronavírus (Foto: Reprodução/ Reuters)

Um desses casos é Arapiraca, no estado de Alagoas, com 231.747 habitantes e nenhuma confirmação, até dia 16 desse mês. Enquanto isso, entre os 3.796 municípios com ocupação menor a 20 mil pessoas, a COVID-19 não chegou a 92% deles.

Divisão dos municípios

Contando os 5.570 municípios do país, incluindo Brasília e Fernando de Noronha, 1.171 já registram casos da infecção respiratória. Além disso, é possível afirmar que quanto maior é o porte da cidade, a chance de algum de seus moradores já ter contraído o coronavírus também aumenta.

Quando se analisa os municípios com mais de 100 mil habitantes e não capitais, a maior incidência é em Santos, cidade no litoral paulista. Das 30 cidades com maiores taxas de incidência, as únicas que não são capitais e nem estão na região metropolitana de capitais são: Santos (6ª); Volta Redona-RJ (13ª); Balneário Camboriú-SC (15ª); Ilhéus-BA (24ª); Tubarão-SC (29ª).

Já entre os 349 municípios com população entre 50 e 100 mil, aproximadamente um terço deles (118 cidades), não tiveram nenhum caso da COVID-19. Entre eles, o maior é Manacapuru, no estado do Amazonas, com 97.377 habitantes, que no entanto ocupa a terceira colocação nacional em taxa de incidência.

Já Fernando de Noronha, que é contabilizado como município somente para efeitos estatísticos, está na primeira posição: com 24 casos até 16 de abril e uma população de 3.061 habitantes, ou seja, sua taxa é de 7.840,6 casos a cada 1 milhão de habitantes.

Entre os 1.101 municípios com uma população entre 20 e 50 mil, 70% (771 cidades) não registravam doentes pelo coronavírus. Nesse caso, basta uma pequena quantidade de casos para que a taxa de incidência, que é calculada com base na população, se eleve consideravelmente. Por exemplo, Anhanguera, no estado de Goiás, com um único caso, em um município de 1.149 habitantes, chegou na sétima colocação nacional na incidência da COVID-19.

Fonte: O Globo

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.