Publicidade

Síndrome pode te deixar bêbado sem que você tenha ingerido álcool

Por| Editado por Luciana Zaramela | 14 de Novembro de 2022 às 15h45

Link copiado!

LunaKate/Envato
LunaKate/Envato

Você sabia que é possível ficar bêbado sem precisar de um único drinque? Cientistas descobriram recentemente uma síndrome em que o estômago produz o próprio álcool, levando a uma espécie de embriaguez espontânea. No entanto, essa condição vem com outros sintomas, como dor de estômago, inchaço e cansaço.

Essa condição passou a ser chamada de síndrome da fermentação intestinal, também conhecida como síndrome da autofermentação, e é responsável por elevar os níveis de álcool no sangue, mesmo sem nenhuma ingestão de álcool. Por enquanto, a causa exata ainda é pouco compreendida pela ciência.

Normalmente, a fermentação no intestino é removida antes que consiga entrar no fluxo sanguíneo, mas o paciente com a síndrome da fermentação intestinal produz álcool em quantidade maior que aquela que pode ser removida nesse processo.

Continua após a publicidade

A doença pode ser encontrada em indivíduos saudáveis, mas há maior incidência em pessoas que sofrem de comorbidades como diabetes, doenças hepáticas relativas à obesidade, doença de Crohn ou crescimento excessivo das bactérias do intestino grosso.

Conforme sugere a comunidade científica, uma variação genética específica é responsável por reduzir a capacidade do fígado de decompor etanol. Com isso, qualquer fermentação no intestino pode resultar em acúmulo dos níveis dessa substância.

Estudos também já chegaram a revelar que uma combinação de fatores aumenta o risco da síndrome, como por exemplo fungos e bactérias produtores de álcool. Nesse caso, o mais comum é do gênero Candida, o que engloba as leveduras Candida albicans, Candida kefyr e Candida galbrata, além de Saccharomyces cerevisiae, a levedura usada na produção de vinho e cerveja.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Os cientistas apontam que refeições ricas em carboidratos podem contribuir para a síndrome, pois elas fornecem aos micróbios grande quantidade de matéria-prima para ser transformada em álcool.

Fonte: BBC Future