Rússia fecha parceria com farmacêutica brasileira para entrega da vacina Sputnik

Por Natalie Rosa | 15 de Janeiro de 2021 às 15h50
Thirdman / Pexels

Mais uma vacina deve chegar em breve ao Brasil. Na última quarta-feira (13), o Fundo Russo de Investimento Direto fechou uma parceria com a farmacêutica União Química para trazer 10 milhões de doses da vacina Sputnik V, da Rússia, ainda no primeiro trimestre de 2021.

Rogério Rosso, diretor de negócios internacionais da empresa, revelou na semana passada que a parceria também planeja a fabricação nacional de oito milhões de doses por mês. Com insumos que estão no Brasil desde outubro, a produção deve começar nos próximos dias em um laboratório localizado em Brasília, com as entregas se iniciando ainda em janeiro.

Imagem: Reprodução/cuz.gallery/Rawpixel

A União Química está se preparando para fazer o pedido de autorização do imunizante para uso emergencial solicitado à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), mas precisa aguardar a resposta da solicitação para começar os testes da fase 3 no Brasil. "Vamos complementar as informações que Anvisa solicitou. Assim que Anvisa autorizar fase 3 de testes clínicos, entramos com o pedido emergencial", disse Rosso.

Além do Brasil, as doses do imunizante fabricadas por aqui também irão para alguns países da América Latina que já aprovaram o uso das vacinas, como a Argentina e a Bolívia. A Sputnik V, que vem sendo desenvolvida em Moscou, foi a primeira vacina contra a COVID-19 a ser registrada em todo o mundo, apresentando eficácia de 90%.

 

Fonte: CNN, UOL  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.