Publicidade

Quantidade de esperma produzido diminuiu quase 50% ao longo das décadas

Por| Editado por Luciana Zaramela | 16 de Novembro de 2022 às 11h21

Link copiado!

ktsimage/Envato
ktsimage/Envato

Segundo um novo estudo da revista científica Human Reproduction Update, a contagem de esperma em todo o mundo está diminuindo com o decorrer das décadas, o que sugere uma preocupante trajetória descendente tanto na fertilidade quanto na saúde geral dos homens.

Para o estudo, a equipe analisou dados de 53 países. A preocupação acerca da redução na produção de esperma chamou a atenção durante a pandemia, e uma atenção significativa foi trazida a essa questão pela desinformação de que a vacina contra covid-19 supostamente afetava a qualidade do esperma.

“Temos um problema sério em mãos que, se não for mitigado, pode ameaçar a sobrevivência da humanidade. Pedimos urgentemente uma ação global para promover ambientes mais saudáveis ​​para todas as espécies e reduzir as exposições e comportamentos que ameaçam nossa saúde reprodutiva”, apontam os autores do artigo.

Continua após a publicidade

Através de uma análise de 223 estudos diferentes, a equipe pôde identificar a qualidade do esperma de 1973 a 2018 e em vários continentes diferentes, apenas para descobrir que, depois de 2000, o declínio na contagem e concentração de esperma se acelerou.

“No geral, estamos vendo um declínio mundial significativo na contagem de esperma de mais de 50% nos últimos 46 anos, um declínio que se acelerou nos últimos anos”, disse Levine. Por enquanto, tudo o que sabemos do estudo é que a contagem de esperma está diminuindo, mas não o porquê. Para isso, mais estudos devem ser conduzidos.

Fonte: Human Reproduction Update via IFL Science