Província no Canadá vai cobrar taxa de quem não quiser se vacinar contra covid

Província no Canadá vai cobrar taxa de quem não quiser se vacinar contra covid

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 12 de Janeiro de 2022 às 13h40
erika8213/envato

No Canadá, a província de Quebec passará a cobrar uma taxa de saúde para os moradores que não quiserem ser vacinados contra a covid-19. Desde o começo da pandemia, a região registrou o maior número de mortes relacionadas à doença e, atualmente, enfrenta uma onda de casos da variante Ômicron (B.1.1.529).

Segundo as autoridades canadenses de saúde, apenas 12,8% dos residentes de Quebec não estão vacinados contra covid. No entanto, esse grupo representa quase um terço de todos os casos de internação em decorrência da infecção. Analisando apenas a taxa de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), a porcentagem de pacientes que não-vacinados é de 45%.

Província canadense vai cobrar multa de quem optar por não se imunizar contra covid (Imagem: Reprodução/Photocreo/Envato Elements)

Atualmente, os hospitais da cidade de Montreal — a maior cidade da província — estão chegando a 100% da capacidade de atendimento. Nesse cenário, as equipes começaram a limitar o atendimento de casos não relacionados à covid-19.

Taxas para os que não querem vacina

Em coletiva de imprensa, o primeiro-ministro da província, François Legault, afirmou que as pessoas que não receberam a primeira dose da vacina terão que pagar uma "contribuição" para somar nos recursos locais da saúde.

Por enquanto, o valor que será cobrado ainda não foi definido, mas será "significativo", segundo Legault. "Agora, [a taxa] é uma questão de justiça para 90% da população que fez alguns sacrifícios", pontuou. "Devemos a eles esse tipo de medida", completou o primeiro-ministro.

Na semana passada, o ministro da Saúde local, Christian Dubé, anunciou que somente pessoas imunizadas contra a covid-19 poderão comprar bebidas alcoólicas  ou cannabis — o uso recreativo é autorizado em todo o país desde 2018. A medida deve entrar em vigor na próxima terça-feira (18).

Além da espécie de multa para os não-imunizados e a proibição de compra de algumas mercadorias, Quebec adotou toque de recolher das 22h às 5h para conter a nova onda da pandemia. A medida valerá para todos os dias da semana e deve ser suspensa quando a transmissão do vírus cair.

Fonte: BBC  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.