Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Periodontite | Infecção na gengiva pode levar a diabetes e até Alzheimer

Por| Editado por Luciana Zaramela | 14 de Julho de 2022 às 18h55

Link copiado!

VecphoStudio/Envato
VecphoStudio/Envato

Você já ouviu falar de periodontite? Trata-se de uma infecção localizada na gengiva, que pode invadir tecidos subjacentes, como o osso da arcada dentária. Como muitos pacientes só ficam sabendo da doença quando o quadro já está bem avançado, as consequências negativas podem ser severas, e levar a condições que vão desde diabetes até Alzheimer.

O que acontece é que a periodontite permanece praticamente indetectável pelo paciente até os 40 anos. Na prática, bactérias como Treponema e Porphyromonas gingivalis são inseridas sutilmente na corrente sanguínea ao longo de todo esse tempo. Assim, quando o paciente descobre que tem a doença, já está sujeito a danos sérios.

Os especialistas alertam que a presença contínua de bactérias causadoras de doenças nas gengivas e no fluxo sanguíneo não impacta apenas a saúde bucal, gerando consequências em várias outras áreas do corpo humano.

Continua após a publicidade

De qualquer forma, os sintomas da doença incluem mau hálito, inflamação gengival, sangramentos na boca (especialmente durante a escovação), gengivas com cor mais escura e dores. Já os fatores de risco incluem gengivite, obesidade, histórico familiar, tabagismo, medicamentos que reduzem a produção de saliva e consumo excessivo de bebidas alcoólicas.

Periodontite e diabetes

Segundo um artigo publicado na Nature, o risco de periodontite aumenta de duas a três vezes em pessoas com diabetes, em comparação com indivíduos sem a doença. Além disso, o nível de controle glicêmico é fundamental para determinar o risco.

"Em pessoas com diabetes tipo 2, a periodontite está associada a níveis mais altos de HbA1c e piores complicações do diabetes. O tratamento da periodontite em pessoas com diabetes demonstrou melhorar o controle glicêmico", afirmam os pesquisadores responsáveis pelo estudo.

Periodontite e Alzheimer

Em um estudo publicado na revista Frontiers, cientistas despertaram a preocupação acerca da relação entre a periodontite e o Alzheimer. Segundo o artigo, os níveis de citocinas inflamatórias sugerem que a periodontite está associada tanto ao início quanto à progressão e até o agravamento da condição neurodegenerativa. "Patógenos periodontais e a resposta imuno-inflamatória do hospedeiro na periodontite podem afetar a função cerebral, especialmente em idosos mais vulneráveis", diz o estudo.

Continua após a publicidade

Fonte: Nature, Frontiers, National Center for Biotechnology Information