Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Peixe-zebra consegue restaurar sua audição e pode ajudar humanos

Por| Editado por Luciana Zaramela | 16 de Setembro de 2022 às 09h00

Link copiado!

Petr Kuznetsov/ Pixabay
Petr Kuznetsov/ Pixabay

Muito além dos aquários ornamentais, o peixe-zebra (Danio rerio) é um importante aliado para a ciência. A partir das capacidades do animal em regenerar as células que estão envolvidas com a audição, cientistas norte-americanos acreditam que poderão ajudar humanos que perderam a capacidade de escuta.

Publicado na revista científica Cell Genomics, o estudo sobre como o peixe-zebra restaura a audição foi desenvolvido por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisa do Genoma Humano (Nhgri), nos Estados Unidos.

Regeneração da audição em peixes

Continua após a publicidade

“Humanos e outros mamíferos nascem com um determinado número de células ciliadas que são lentamente perdidas pelo envelhecimento e traumas. No entanto, alguns animais, como o peixe-zebra, podem regenerar as células ciliadas e recuperar a audição após uma lesão”, explica Shawn Burgess, cientista e uma das autoras do estudo, em comunicado.

Vale explicar que este tipo de célula ciliada atua como um receptor sensorial do sistema auditivo e do sistema vestibular. A função dessas células é transformar as ondas sonoras captadas em impulsos nervosos.

“Como a regeneração acontece nesses animais permanece um mistério que muitos cientistas gostariam de desvendar”, explica Burgess. Inclusive, a equipe acredita que entender melhor esse processo pode permitir que a audição seja restaurada também em humanos.

Continua após a publicidade

Como o peixe-zebra regenera suas células?

No experimento com o modelo animal, a equipe de cientistas descobriu que a regeneração de células ciliadas em peixes-zebra dependia de uma rede de proteínas que podem ativar e desativar genes, conhecidos como fatores de transcrição.

“Nosso estudo identificou duas famílias de fatores de transcrição que trabalham juntos para ativar a regeneração de células ciliadas no peixe-zebra, chamados de fatores de transcrição Sox e Six”, detalha Erin Jimenez, que também é uma das autoras do estudo.

“No futuro, esse grupo de fatores de transcrição do peixe-zebra pode se tornar um alvo biológico que poderá levar ao desenvolvimento de uma nova terapia para tratar a perda auditiva em humanos”, completa Jimenez.

Continua após a publicidade

Outras pesquisas também investigam o poder de restauração celular dos animais, como o axolote. Neste caso, os cientistas estão interessados no processo de regeneração cerebral e como este poderia ser aproveitado por humanos.

Fonte: Cell Genomics e NIH