O que é tripofobia? Entenda!

O que é tripofobia? Entenda!

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 21 de Julho de 2021 às 13h45
Oleg Magni/Pexels
AVISO: se você sofre de tripofobia, cuidado, esta matéria conta com imagens fortes para você!

A palavra "fobia" consiste no medo exagerado de diversas coisas. Existem pessoas com medo de altura, de água, de morrer, e até de alguns animais, como aranhas, cães, gatos e baratas. Existem também alguns medos bastante peculiares, como a tripofobia.

"Tripo" vem do grego, "trypa", que significa "buraco". Sendo assim, tripofobia é nada menos do que medo de buracos. E não estamos falando de buracos que possam ser uma ameaça à nossa integridade física, como penhascos ou fossos, mas sim de buracos que estão próximos um do outro, formando um conjunto padronizado.

Como assim, medo de buraco?

Uma pessoa que sofre de tripofobia sente medo ou nojo extremo de buracos agrupados, sofrendo de uma aflição extrema quando visualiza alguns deles. Essas pessoas não conseguem olhar, por exemplo, para favos de mel, uma bebida com muitas bolhas na espuma, morangos, frutas como romã partida ao mei, entre outras coisas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Confira na galeria abaixo alguns exemplos de imagens nocivas para quem tem tribofobia:

Tripofobia: sintomas

Os sintomas de tripofobia, que envolvem medo e nojo, aparecem assim que a pessoa olha para esse agrupamento de buracos. Elas podem sentir arrepios, repulsa, desconforto, estresse, ataques de pânico, suadouro, desconfortos visuais, como ilusões ou distorções, formigamento na pele, tremores e náusea.

Diagnóstico e tratamento

Caso você tenha esses sintomas, pode consultar um médico psiquiatra para receber ajuda, ainda que não haja um diagnóstico reconhecido por associações médicas e de saúde mental. Ele irá analisar seu histórico médico e social, buscando um tratamento que irá ajudar a mudar a sua reação quando em frente a esse desconforto.

O paciente pode contar com a ajuda de medicamentos para ansiedade e síndrome do pânico, técnicas de relaxamento, atividade física, entre outras estratégias combinadas com estilo de vida e alimentação. O tratamento também pode exigir o confronto com a situação que traz medo, ou seja, será preciso se acostumar com essas imagens para, quem sabe, deixar a fobia de lado.

 

 

Fonte: Healthline

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.