Publicidade

O que é exercício anaeróbico e como trabalha o corpo?

Por| Editado por Luciana Zaramela | 09 de Agosto de 2022 às 12h15

Link copiado!

Dolgachov/Envato Elements
Dolgachov/Envato Elements

Para quem pratica exercícios físicos ou quer começar a se exercitar, o termo anaeróbico é bastante comum. Este é o tipo de atividade mais indicada para quem busca ganhar massa muscular, como a musculação. No entanto, também auxilia no processo de emagrecimento e da perda de peso.

Outro benefício do exercício anaeróbico é o ganho de resistência física, já que melhora a forma como o corpo usa o oxigênio, trabalha a respiração e coordena o metabolismo. Isso porque estas atividades utilizam uma forma de energia que independe do oxigênio.

Continua após a publicidade

Afinal, o que é exercício anaeróbico?

Para entender, o exercício anaeróbico é qualquer atividade física realizada, com alta intensidade, por um curto período. É como se fosse uma "explosão" no ritmo da atividade física e, em seguida, um momento de descanso e recuperação. O ideal é que esses momentos sejam intercalados em um treinamento do tipo, já que o descanso é parte fundamental para que o anaeróbico não se torne um aeróbico.

Exemplos de atividades anaeróbicas

O ponto central é a explosão de atividade e o descanso, o que significa que diferentes tipos de exercício podem ser enquadrados na categoria anaeróbicos, quando seguem essa lógica. A seguir, confira os principais exemplos:

Continua após a publicidade
  • Musculação;
  • Flexões;
  • Corridas;
  • Arremessos;
  • Natação;
  • Pilates;
  • Pedalar.

Para entender a diferença entre anaeróbico e aeróbico, o exemplo da corrida é o ideal, já que pode ser classificada nas duas categorias, dependendo de como é o treino. Em treinos com explosões e momentos de descanso, a prática é, em sua maioria, anaeróbica. Agora, quando a pessoa corre por longos períodos, com a mesma intensidade, se torna uma atividade aeróbica.

Uso do treinamento HIIT

Continua após a publicidade

Na realização de exercícios anaeróbicos, o treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT) é um dos melhores exemplos, segundo Richard Avery, cientista de esportes e exercícios aplicados. “O HIIT também é uma maneira popular e eficaz de incorporar exercícios anaeróbicos em seu treinamento”, explica Avery para a Live Science.

Afinal, “o HIIT combina rajadas curtas repetidas de atividade intensa, com períodos de descanso ou recuperação de baixa intensidade entre eles, para ajudar a atingir o sistema de energia anaeróbica”, completa Avery. Inclusive, pode ser adaptado para corridas e aulas de spinning (bicicleta ergométrica).

Como este tipo de exercício afeta o corpo?

Quando o corpo realiza atividades anaeróbicas, o organismo decompõe a glicose — que atua como um combustível — e, com isso, forma moléculas da adenosina trifosfato (ATP). “As moléculas de ATP armazenam energia dentro de nossas células, que pode ser liberada rapidamente para que a atividade muscular ocorra. Uma vez que a ATP é usada para [liberar] energia, ela precisa ser ressintetizado, mas, durante o exercício anaeróbico, a ATP não pode ser reabastecida tão rapidamente quanto a taxa em que está sendo usado", detalha Avery.

Continua após a publicidade

Quando o organismo esgota as reservas de ATP, o corpo volta a usar o oxigênio para transportar energias para os músculos, entrando em um estágio aeróbico. Por isso, o tempo dos exercícios anaeróbicos precisa ser curto, marcado por explosões. Neste processo, o anaeróbico permite que o organismo restaure as ATPs dentro das células.

Fonte: Live Science