Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Mulher "troca de rosto" após procedimento estético agressivo e viraliza

Por| Editado por Luciana Zaramela | 25 de Outubro de 2022 às 10h16

Link copiado!

Stockfilmstudio/Envato
Stockfilmstudio/Envato

A busca por técnicas e procedimentos estéticos que rejuvenescem é uma constante para muitas pessoas, como demonstra um vídeo viral no TikTok que já acumula mais de 16,2 milhões de visualizações. Nas imagens, é possível observar a recuperação de uma mulher que "troca de rosto", após passar por uma sessão "agressiva" de peeling de fenol profundo.

O resultado do peeling de fenol profundo que viralizou nas redes sociais foi feito e divulgado por uma clínica de estética e dermatologia da cidade de Caxias do Sul, no estado do Rio Grande do Sul. No antes e depois do procedimento, é possível observar a mulher iniciando o tratamento com uma pele envelhecida, marcada por rugas.

Como resultado, após 21 dias, a pele da paciente está mais lisa e sem as rugas que estavam evidentes. Para chegar a este resultado, é possível ver uma grossa camada de pele "machucada" sendo removida da face da mulher, como você pode conferir:

Continua após a publicidade

Entenda como funciona o peeling de fenol profundo

Desenvolvido nos anos 1960, o peeling de fenol profundo foi um procedimento bastante popular no passado. Afinal, os resultados podem ser impressionantes, já que provoca a descamação e renovação da pele. No entanto, hoje, está em desuso devido aos riscos para quem faz.

Por exemplo, somente deve ser realizado em hospitais ou em ambientes onde é possível atender eventuais emergências de saúde, como a arritmia cardíaca.

O que acontece no rosto após o peeling de fenol?

"É uma queimadura programada, em que você remove toda a epiderme [a camada mais superficial da pele] e uma parte da derme. Os resultados são brilhantes, mas é um procedimento que está em desuso", explica o dermatologista Abdo Salomão Junior, da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), para o jornal O Globo.

"Ele é muito sofrido, há riscos altos para cicatrizes e manchas, a pessoas permanece de dois a três meses com o rosto vermelho, um mês sem sair de casa e uma semana sem nem abrir os olhos. Então, a despeito dos resultados, praticamente não se faz mais, e a procura é muito baixa", acrescenta o médico.

Vale explicar que esse peeling químico é feito com mix de substâncias, como o fenol e óleo de croton. No pós-procedimento, o médico responsável pode prescrever medicações para dor, antibióticos e anti-inflamatórios.

Continua após a publicidade

Fonte: O Globo