Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Mexer no celular enquanto anda prejudica o corpo e a mente

Por| Editado por Luciana Zaramela | 19 de Março de 2024 às 08h25

Link copiado!

 Zen Chung/Pexels
Zen Chung/Pexels

Você tem o costume de andar e usar o celular ao mesmo tempo? Evidências científicas sugerem que a prática é inadequada e pode fazer mal para a sua saúde. Mas fique tranquilo, você não está sozinho nessa. Um artigo publicado no HHS Public Access mostra que 24,6% das pessoas têm esse costume.

De maneira resumida, olhar o celular durante a caminhada não apenas atrapalha a atenção, como também traz prejuízos para a postura e até mesmo o humor.

Desvio de atenção

Continua após a publicidade

Já sabemos os perigos de dirigir e atender o celular (e principalmente mexer nele), mas pouco se pensa nos perigos que podem acometer os pedestres que dividem a atenção entre a rua e o dispositivo.

No entanto, no congresso HFES 65th International Annual Meeting, realizado em 2021, um grupo de pesquisadores mostrou uma relação entre pedestres distraídos com seus smartphones e o número de acidentes, e chegou a um alerta de quase 30 mil lesões causadas por essa distração.

Cegueira perceptiva

Enquanto isso, o periódico Cognitive Psychology traz um termo específico para uma das consequências de se caminhar com o olhar preso no smartphone: inattentional blindness, que pode ser traduzido para algo como “cegueira por desatenção”.

Continua após a publicidade

A condição envolve uma distração que impede a pessoa de notar qualquer coisa que aconteça ao seu redor.

“Os usuários de telefones celulares andavam mais devagar, mudavam de direção com mais frequência e eram menos propensos a reconhecer outras pessoas do que os indivíduos nas outras condições. Os usuários de telefones celulares também eram menos propensos a notar uma atividade incomum ao longo de seu percurso”, consta no estudo.

Prejuízos na postura

Continua após a publicidade

Segundo um estudo divulgado pela revista científica Gait & Posture, esse hábito também pode prejudicar a postura. Isso porque, se uma pessoa olha o celular durante a caminhada, a tendência é aumentar a quantidade de força, colocada no pescoço e nos músculos da parte superior das costas.

Como resultado, a pessoa pode passar por dores no pescoço, e se depara com uma redução da capacidade de manter o equilíbrio  — enquanto o risco de tropeçar ou ter uma queda só aumenta.

“O uso de um smartphone durante a caminhada apresenta riscos potenciais para problemas musculoesqueléticos no pescoço devido a uma grande flexão do pescoço”, reforça outro estudo, no Journal of Exercise Rehabilitation

Reflexos no humor

Continua após a publicidade

Andar e falar no celular ao mesmo tempo também representa riscos para o emocional. Tudo por causa de um ligeiro aumento nos níveis de cortisol, o hormônio do estresse. Caminhar pode ser benéfico para a saúde, mas não quando se tem o smartphone em mãos: a atenção deve ser voltada ao ambiente, principalmente se essa caminhada for ao ar livre. Ou seja: curta o cenário, não as postagens! 

Fonte: HHS Public Access, Gait & Posture, Cognitive Psychology, Journal of Exercise Rehabilitation