Israel negocia doação de sobras de vacinas da Pfizer a outros países

Israel negocia doação de sobras de vacinas da Pfizer a outros países

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 06 de Julho de 2021 às 11h35
_Tempus_/Envato Elements

No último domingo (4), Israel anunciou que está negociando com outros países um acordo para compartilhar vacinas que estão sobrando da Pfizer/BioNTech contra a COVID-19. De acordo com as autoridades, as doses vencerão no dia 31 de julho e precisam de um destino útil.

Naftali Bennett, primeiro-ministro do país, afirmou que o Ministério da Saúde, o das Relações Exteriores e o Conselho de Segurança Nacional estão em negociação com Albert Bourla, CEO da Pfizer, para garantir mais doses a Israel e outros países. 

Imagem: Divulgação/Nelsonart/Envato Elements

Um porta-voz da Pfizer disse que a companhia está disposta a fazer acordos de doação de doses extras entre governos, garantindo que as vacinas protejam mais pessoas da COVID-19.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Israel lançou um dos programas de vacinação mais rápidos do mundo em dezembro, e hoje já conta com quase 90% da população com mais de 50 anos já imunizada, ou 60% de todos os habitantes. No entanto, considerando apenas a parcela dos israelenses aptos à vacinação, 20% ainda não receberam nenhuma dose.

Desde janeiro, as infecções pelo coronavírus foram reduzindo significativamente, mas com o surgimento da variante Delta os casos voltaram a aumentar no mês de junho, fazendo com que o país voltasse a exigir as medidas de prevenção adequadas.

 

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.