Google vai mostrar disponibilidade regional de vacinas em buscas por COVID-19

Por Wagner Wakka | 10 de Dezembro de 2020 às 13h52
Divulgação/Google
Tudo sobre

Google

Saiba tudo sobre Google

Ver mais

O Google está testando uma nova ferramenta em seu mecanismo de buscas para destacar os andamentos das vacinas contra COVID-19. A empresa anunciou nesta quinta-feira (10) que a funcionalidade vai mostrar quais vacinas estão autorizadas em cada região. Até o momento, no entanto, a novidade está disponível apenas no Reino Unido.

Segundo a diretora de saúde do Google Health, Karen DeSalvo, a ferramenta é necessária por conta dos avanços de resultados de vacinas em todo o mundo. O Reino Unido (assim como a Rússia com sua Sputnik-V) já começou a vacinação de parte da população com o imunizante da BioNTech/Pfizer, por isso a escolha do Google de começar a disponibilizar o novo recurso por lá.

Assim, quando uma pessoa no país procurar por informações sobre a COVID-19, receberá um novo painel nos resultados de busca, com a lista de todas as vacinas que estão autorizadas a ser aplicadas na região.

“Na medida em que outras autoridades de saúde começarem a autorizar vacinas, vamos adicionar esta ferramenta em mais países”, informou DeSalvo. Além do buscador, outros serviços, como o YouTube, também vão receber o novo recurso.

O Google tem trabalhado desde março para destacar informações oficiais e de autoridades sobre a COVID-19. A companhia lançou os painéis de destaque em seus produtos, principalmente no YouTube, onde a disseminação de notícias falsas sobre a pandemia era maior.

De acordo com DeSalvo, tais painéis no YouTube foram visitados mais de 400 bilhões de vezes desde março. “Atualizações nestes painéis vão conectar pessoas diretamente com informações sobre vacinas, tanto de autoridades globais como locais”, explica a diretora.

Além disso, ela lembra que o Google está redirecionando verbas de receita com publicidade para inciativas de checagem de fatos relacionadas à COVID-19.

Fonte: Google

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.