FDA aprova reforço das vacinas da Janssen e da Moderna contra covid nos EUA

FDA aprova reforço das vacinas da Janssen e da Moderna contra covid nos EUA

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 21 de Outubro de 2021 às 12h30
Gstockstudio/Envato Elements

Na quarta-feira (20), a agência Food and Drug Administration (FDA) — responsável pela fiscalização e regulamentação de alimentos e remédios nos Estados Unidos — aprovou doses de reforços das vacinas da Janssen (Johnson & Johnson) e da Moderna contra covid-19.

Até então, apenas o imunizante da Pfizer/BioNTech poderia ter a terceira dose aplicada. Além disso, as autoridades de saúde norte-americanas indicaram que o reforço pode ser feito com qualquer uma das três fórmulas, desde que respeitadas as indicações aprovadas.

Agência dos EUA aprova reforço da vacina da Moderna e da Janssen contra a covid-19 (Imagem: Reprodução/E_mikh/Envato)

Antes das novas orientações valerem para todo o país, um comitê do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) ainda deve analisar a autorização da FDA nesta quinta-feira (21) e divulgar suas próprias conclusões. Depois, será necessário o aval da diretora do CDC, Rochelle Walensky, o que poderá permitir que milhões de norte-americanos recebam as doses de reforço contra o coronavírus SARS-CoV-2.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Quem pode receber as doses de reforço contra covid nos EUA?

Por enquanto, a aplicação das doses de reforço das vacinas contra a covid-19 ainda são limitadas nos EUA. No entanto, a tendência é que as autorizações aumentem conforme cheguem mais dados sobre a eficácia da medida. No caso da Moderna, foi recomendada meia dose do imunizante para pessoas totalmente vacinadas há pelo menos seis meses e ter mais de 65 anos.

Além disso, pessoas com mais de 18 anos e com alto risco de desenvolver a covid-19 grave ou com elevado risco de exposição ao coronavírus também poderão receber as doses de reforço da Moderna. Esta orientação é a mesma adotada para a fórmula da Pfizer/BioNTech.

Já as recomendações para as doses de reforço da vacina da Janssen foram mais abrangentes. Isso porque podem ser aplicadas em qualquer pessoa que já recebeu a dose única do imunizante —  pessoas com mais de 18 anos — há pelo menos dois meses.

"Como a pandemia continua a impactar o país, a ciência mostrou que a vacinação continua a ser a forma mais segura e eficaz de prevenir a covid-19, incluindo as consequências mais sérias da doença, como hospitalização e morte", afirmou o comissário da FDA, Janet Woodcock, em comunicado.

Mistura de vacinas no reforço

O entendimento da FDA é de que qualquer uma das três vacinas autorizadas poderiam ser usadas para impulsionar o sistema imunológico na terceira dose — ou segunda, dependendo da fórmula. A ideia é que usar qualquer uma delas simplificaria o processo de vacinação, explicou Peter Marks, diretor do braço de vacinas da FDA, sobre a medida.

"Ser capaz de trocar essas vacinas é uma coisa boa. É como fazemos com as vacinas da gripe. A maioria das pessoas não sabe qual a marca da vacina contra a gripe que receberam", ilustrou Marks. De acordo com o membro da FDA, a agência já considera reduzir as faixas etárias para doses de reforço, mas ainda aguarda que mais dados reforcem os benefícios da medida.

Fonte: CNN  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.