Estudo sugere que vacina da Pfizer seja menos eficaz contra variante Delta

Estudo sugere que vacina da Pfizer seja menos eficaz contra variante Delta

Por Natalie Rosa | Editado por Luciana Zaramela | 11 de Agosto de 2021 às 13h50
IciakPhotos/Envato Elements

Um novo estudo sobre a eficácia das vacinas contra a variante Delta do coronavírus vem chamando a atenção das autoridades norte-americanas. Segundo a pesquisa, o imunizante da Pfizer foi somente 42% eficaz contra a infecção cepa indiana no mês de julho nos Estados Unidos, quando ela se tornou dominante no país.

O estudo analisou a eficácia das vacinas da Pfizer e Moderna entre os meses de janeiro e julho, mostrando que, no geral, o imunizante da Moderna foi 86% eficaz contra a doença e 92% eficaz contra hospitalizações, enquanto a da Pfizer teve 76% de eficácia contra a infecção e 85% contra as internações pela COVID-19.

Imagem: Reprodução/kjpargeter/Freepik

No mês de julho, no entanto, quando a variante Delta era dominante no país, a vacina da Moderna se mostrou 76% eficaz contra a contaminação pela doença e a da Pfizer somente 42%. A análise foi feita no estado do Minnesota, quando a prevalência da variante Delta havia aumentado em mais de 70%.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Dados similares foram obtidos em outros estados norte-americanos, como na Flórida. Lá, o risco de infecção no mês de julho entre pessoas vacinadas com as duas doses do imunizante da Moderna foi de 60% a menos do que entre pessoas vacinadas com o imunizante da Pfizer.

A pesquisa ainda precisa passar por revisão por pares, mas já traz uma discussão sobre a eficácia a longo prazo da vacina da Pfizer. O estudo não deixa claro se há uma redução significativa da imunização ao longo do tempo, se ela é menos eficaz contra a variante Delta, ou se é uma combinação desses dois fatores.

Venky Soundararajan, líder do estudo, acredita na segunda opção. "A vacina da Moderna é provável — muito provável —  a ser mais eficaz do que a da Pfizer em áreas onde a variante Delta é mais dominante, e a vacina da Pfizer parece ter menos durabilidade de eficácia", conta o pesquisador. Agora, a equipe está analisando as diferenças de durabilidade de ambas as vacinas contra a cepa indiana.

O estudo completo está disponível para consulta neste link.

Fonte: Yahoo News

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.