Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Escolas podem combater a obesidade, segundo estudo

Por| Editado por Luciana Zaramela | 10 de Outubro de 2022 às 17h48

Link copiado!

serhiibobyk/envato
serhiibobyk/envato

Na próxima terça-feira (11), temos o Dia Nacional da Obesidade, e nesta segunda (10), um estudo publicado na revista International Journal of Obesity ressaltou como as escolas podem criar intervenções para combater essa condição.

Segundo o estudo, o rápido aumento das taxas de obesidade entre crianças em idade escolar na América Latina e no Caribe pode ter um impacto direto na saúde física e mental, deficiência e mortalidade da região. A pesquisa ocorre com base em um total de 1.342 artigos do México, Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Equador.

Alguns desses artigos apostaram em estratégias para modificar a merenda nas escolas, enquanto outros se concentraram no ambiente em si e do fornecimento de materiais para atividade física. No geral, os estudos relataram que essas intervenções foram significativamente associadas a uma redução no IMC (índice de massa corporal) e na obesidade dos alunos.

Continua após a publicidade

"Os dados sugerem que intervenções escolares, complementando a educação nutricional e física, podem contribuir para reduzir as tendências da obesidade infantil", aponta o estudo. As intervenções nas escolas se concentraram principalmente na melhoria do currículo de educação nutricional, oferecendo oficinas e informações (cartilhas, panfletos, pôsteres) para melhorar os comportamentos alimentares e aumentar a atividade física.

A obesidade pode ser definida como o acúmulo de gordura no corpo causado quase sempre por um consumo de energia na alimentação superior àquela usada pelo organismo para sua manutenção e realização das atividades do dia-a-dia. Isso quer dizer que, na prática, a ingestão alimentar é maior que o gasto energético correspondente.

Pessoas obesas têm maior probabilidade de desenvolver doenças como pressão alta, diabetes, problemas nas articulações, dificuldades respiratórias, gota, pedras na vesícula e até algumas formas de câncer, por isso a importância da conscientização acerca da obesidade.

Fonte: International Journal of Obesity, Bibilioteca Virtual em Saúde