Deitar pacientes com COVID-19 de bruços pode salvá-los? A ciência explica!

Por Nathan Vieira | 14 de Abril de 2020 às 16h43
Consumer Reports

Em meio à pandemia de COVID-19, quanto mais informação se tem a respeito da doença, melhor. E por meio de uma reportagem da CNN, descobriu-se que um médico chamado Mangala Narasimhan, dos Estados Unidos, recebeu uma ligação de um colega sobre um paciente com COVID-19 que precisava ir para a unidade de terapia intensiva para receber oxigênio. A recomendação de Narasimhan foi para tentar virar o paciente de bruços, com a intenção de ajudá-lo a ponto de ele não precisar ir para a UTI. E a grande surpresa dessa história é que a manobra deu certo.

O que acontece é que os médicos estão descobrindo que colocar os pacientes com coronavírus de barriga para baixo ajuda a aumentar a quantidade de oxigênio que chega aos pulmões."Estamos salvando vidas com isso, cem por cento", diz Narasimhan. "É uma coisa tão simples de fazer, e vimos uma melhoria notável. Podemos notar isso em cada paciente". A Dra. Kathryn Hibbert, diretora da UTI médica do Hospital Geral de Massachusetts acrescenta: "Quando você vê que funciona, você quer repetir [a manobra] cada vez mais".

Posição de bruços pode ajudar pacientes diagnosticados com COVID-19

Por que virar de bruços? A ciência responde!

A causa da morte de pacientes com coronavírus costuma ser a SDRA, síndrome do desconforto respiratório aguda. A mesma síndrome também mata pacientes com influenza, pneumonia e outras doenças. Médicos franceses publicaram um artigo no New England Journal of Medicine mostrando que pacientes com SDRA tinham menor chance de morrer se fossem colocados de bruços no hospital. A técnica, aliás, não é nova e vem sendo usada por muitos anos para melhorar a oxigenação de pacientes com insuficiência respiratória.

Quando o paciente de Long Island foi colocado de bruços, sua taxa de saturação de oxigênio passou de 85% para 98%. Esses pacientes geralmente ficam de barriga para baixo por cerca de 16 horas por dia, ficando de costas pelo resto do tempo apenas para que os médicos tenham melhor acesso à parte frontal e possam dar mais facilmente os tratamentos de que precisam.

Especialistas em cuidados críticos dizem que estar de barriga para baixo parece ajudar porque a posição permite que o oxigênio chegue mais facilmente aos pulmões. Se estiverem deitados de costas, o peso do corpo efetivamente comprime algumas seções dos pulmões. "Ao colocá-los de bruços, estamos abrindo partes do pulmão que não estavam abertas antes", diz Kathryn.

Fonte: CNN; New England Journal of Medicine

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.