Coronavírus | Estado de São Paulo ultrapassa número de casos da Itália

Por Fidel Forato | 25 de Junho de 2020 às 22h30
Tânia Rêgo/Agência Brasil

Desde o primeiro caso do novo coronavírus (SARS-CoV-2) registrado no Brasil, no dia 26 de fevereiro, é o estado de São Paulo que concentra o maior número de casos e óbitos pela COVID-19 no país. Nesta quinta-feira (25), ultrapassa a Itália, o segundo epicentro do vírus, em números totais de casos da infecção respiratória.

Até o momento, o estado de São Paulo notifica 248.587 casos da COVID-19 e, assim, ultrapassa a Itália em mais de nove mil infectados. Isso porque o país europeu registra 239.706 casos, segundo levantamento da plataforma Worldometers.

Quanto ao número absoluto de óbitos, a Itália ainda sofre mais com os efeitos da pandemia, já que soma 34.678 mortos, enquanto São Paulo conta 13.971, de acordo com balanço divulgado pela Secretaria Estadual da Saúde durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes. Além disso, a taxa de mortalidade entre os italianos é de 57,4 a cada 100 mil habitantes, enquanto o estado apresenta uma taxa de 31,27 para cada 100 mil habitantes. 

Casos de coronavírus no estado de São Paulo ultrapassam os da Itália (Foto: Reprodução/Vice)

Panorama da COVID-19

Segundo o secretário-executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, João Gabbardo, indicadores de saúde no estado apontam para uma redução na pressão sob o sistema, como resposta a queda nas transmissões do novo coronavírus. Isso porque a central que coordena a regulação dos leitos de UTI aponta que, nas últimas semanas, na cidade de São Paulo, tem ocorrido um decréscimo sustentado na solicitação de leitos para internação, tanto na enfermaria quanto na UTI.

"Deve-se levar em consideração que o aumento de testagem por exame sorológico deve influenciar nos números, mas quando se faz a limpeza dos dados retirando os resultados correspondentes ao exame sorológico, essa taxa de transmissibilidade tende a reduzir na capital, assim como está previsto o aumento dos dados no interior", explica Gabbardo.

Atualmente, a taxa de ocupação de leitos de UTI reservados para a COVID-19 alcança 65,5% no estado e 67,9% na Grande São Paulo. Além disso, são 5.608 pacientes com confirmação ou suspeita da infecção internados em UTIs e 8.369 em enfermarias, dentro do estado.

Interior de São Paulo

Se a situação melhora na capital de São Paulo, o interior enfrenta quadro mais delicado no enfrentamento da epidemia. Inclusive, o interior já ultrapassou a capital paulista em número de óbitos em decorrência da infecção respiratória. Até ontem (24), a capital registrava 6.675 óbitos confirmados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. Já o número do interior é maior, com 6.677 óbitos.

No começo desta semana ainda, o interior já havia ultrapassado a capital em número de casos. Ontem (24), a capital somava 113.261 casos confirmados da COVID-19, enquanto o interior notificava 125.561 casos. Segundo Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional de São Paulo, na semana passada o interior apresentava 14,5% mais casos confirmados que a capital.

Fonte: Folha de São Paulo e Agência Brasil

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.