Com passaporte da vacina e testes, Rio começa a autorizar festas sem máscaras

Com passaporte da vacina e testes, Rio começa a autorizar festas sem máscaras

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 23 de Setembro de 2021 às 18h57
Sonyachny/Envato Elements

Na quarta-feira (22), a cidade do Rio de Janeiro autorizou a realização de três eventos durante o mês de outubro, onde nem máscaras e nem o distanciamento social impostos para reduzir a transmissão da covid-19 serão necessários. Segundo a Secretaria de Saúde (SMS), deve ser exigido comprovante de vacinação contra o coronavírus SARS-CoV-2 e teste negativo para a doença feito, no mínimo, com 48 horas de antecedência.

Duas festas ocorrerão ao ar livre, sendo uma no Centro da cidade e a outra no Alto da Boa Vista. Ambas poderão receber até 5 mil pessoas, segundo a autorização da prefeitura. Já o terceiro evento será uma festa de aniversário para 500 convidados em um hotel na zona sul.

Rio de Janeiro autoriza festas com mais de 5 mil pessoas para o mês de outubro (Imagem: Reprodução/AtlasComposer/Envato Elements)

De acordo com a SMS, outros pedidos de festas foram feitos, mas ainda estão em análise pela pasta. “Para serem autorizados, os eventos precisam apresentar protocolo sanitário com testagem e é obrigatória a comprovação vacinal por todos os presentes”, esclarece a secretaria.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Sobre a flexibilização das medidas de proteção contra a covid-19, a SMS defende que são possíveis devido à melhora no quadro epidemiológico na cidade, com a redução na ocupação de leitos e queda no número de casos e óbitos confirmados.

Vacinação contra a covid-19 no estado

De acordo com os dados levantados pelo consórcio de veículos da imprensa sobre a vacinação contra a covid-19 no Brasil, apenas 36% da população do estado do Rio de Janeiro está totalmente imunizada, ou seja, recebeu as duas doses ou o imunizante de dose única. Outros estados, como Mato Grosso do Sul e São Paulo, já ultrapassaram os 50%.

Vale lembrar que o estudo do Instituto Butantan, em Serrana (SP), apontou para a necessidade de se imunizar pelo menos 75% da população para cortar a transmissão do coronavírus.

Volta das torcidas no futebol do Rio

Além dos eventos, as torcidas retomaram os jogos de futebol na cidade. Na quarta (22), o Flamengo já entrou em campo com a presença de torcedores e, no próximo domingo (26), será a vez do Botafogo contar com a presença do público.

Nos jogos, ainda é obrigatório o uso de máscaras e distanciamento nas arquibancadas, segundo a SMS. Além disso, a pessoa deve apresentar um teste negativo para covid-19 e estar com a carteira de vacinação em dia.

Só que imagens da última partida do Flamengo contra o Barcelona de Guayaquil mostram que a regra não foi respeita por todos. Além disso, segundo as autoridades de saúde, 1% dos torcedores que iriam comparecer testaram positivo para a covid-19 e, por isso, não entraram. O número representa cerca de 180 pessoas.

Fonte: Agência Brasil e G1   

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.