Publicidade

Com mais de 1,3 milhão de casos de COVID-19, EUA entram em fase de reabertura

Por| 13 de Maio de 2020 às 18h50

Link copiado!

Reprodução
Reprodução

As mortes causadas pela COVID-19 já ultrapassaram 80 mil nos Estados Unidos, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins divulgados na última segunda-feira (11), sendo o maior número já registrado em um único país.

Os dados foram divulgados em meio a um cenário no qual grande parte dos estados norte-americanos planejam fazer a reabertura gradual do comércio, decisão que preocupa críticos por poder elevar a quantidade diária de óbitos nos relatórios. No estado de Nova York, segundo o governador Andrew Cuomo, as taxas de infecção e hospitalização acabam de chegar a como era há quase dois meses.

O governador revelou que foram 488 admissões em hospitais, parecido com o total em 19 de março, e 161 mortes, quase a mesma quantidade registrada em 26 de março. Cuomo acredita que nesta sexta-feira (15) já será possível começar a fase de reabertura, uma vez que o pedido de isolamento está por expirar.

Continua após a publicidade

As reaberturas vão acontecer conforme o estado atingir sete critérios (quedas em hospitalizações por 14 dias; quedas em mortes em hospitais por 14 dias; novas hospitalizações; total de leitos disponíveis; total de vagas em UTI disponíveis; testagem de 30 pacientes a cada mil residentes; 30 rastreadores de contato a cada 100.000 habitantes) estabelecidos por Cuomo. Até o momento, apenas quatro destes critérios foram alcançados, com o governador afirmando que a reabertura vai acontecer de forma "inteligente".

Mais de 26 mil mortes pela COVID-19 aconteceram somente no estado de Nova York, que se tornou o epicentro da doença no país. No auge da pandemia, foram registradas mais de 750 mortes diárias todos os dias entre 7 e 11 de abril, com um declínio considerável acontecendo apenas agora. A Johns Hopkins relata que mais de 1,3 milhão de pessoas contraíram a COVID-19 no país desde janeiro, quando os primeiros casos começaram a aparecer.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Fonte: CNN