Cientistas brasileiros desenvolvem algoritmo capaz de detectar covid pela tosse

Cientistas brasileiros desenvolvem algoritmo capaz de detectar covid pela tosse

Por Fidel Forato | Editado por Luciana Zaramela | 27 de Setembro de 2021 às 09h40
Gustavo Fring/Pexels

Para o diagnóstico de infecção do coronavírus SARS-CoV-2, diferentes pesquisas buscaram soluções para identificar sinais da doença. Agora, cientistas brasileiros do Grupo CyberLabs desenvolveram um algoritmo capaz de detectar a covid-19 através de um simples áudio em que uma pessoa está tossindo. A equipe está entre as ganhadoras de uma competição do Interspeech 2021 — um dos principais eventos sobre o processamento de fala do mundo.

Com a Inteligência Artificial (IA), os pesquisadores testaram amostras de fala e de tosse tanto de pessoas saudáveis quanto de indivíduos infectados pelo coronavírus para identificar quem estava, de fato, infectado. De acordo com a equipe, a taxa de acerto foi de 75,9%, a partir de amostras da tosse. Quando analisada apenas a fala, a taxa chegou a 70,3%.

A partir de um áudio de tosse, IA consegue descobrir pacientes infectado pelo coronavírus (Imagem: Reprodção/Mohamed Hassan/Pixabay)

Como a IA da covid foi treinada?

Segundo o pesquisador Edresson Casanova, foram disponibilizados áudios que somavam algumas horas de pessoas falando e tossindo. “Primeiramente, exploramos várias técnicas de IA para análise de áudios. Essas IAs foram previamente expostas a mais de 2 milhões de áudios diferentes de 527 categorias", detalha Casanova sobre o processo de desenvolvimento.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

"Após [a primeira etapa], ajustamos as IAs para processarem áudios especificamente da covid-19, em conjunto com técnicas para aumentar a diversidade dos dados, o que nos possibilitou criar um programa que acerta 75,9% do tempo quando um áudio de tosse é de uma pessoa com covid-19 ou não e acerta 70,3% do tempo quando um áudio de fala é de uma pessoa infectada pelo coronavírus ou não", conta o pesquisador do Grupo CyberLabs. A partir desses resultados animadores, a equipe ganhou a competição. 

Desafios da pandemia da covid-19

Com o surgimento inesperado do coronavírus, muitos setores voltaram suas atividades para a solução dos novos problemas, principalmente a tecnologia. A partir do algoritmo para o disgnóstico da covid-19, o presidente do Grupo CyberLabs, Marco DeMello, afirma: “Esse é mais um exemplo de como a IA pode revolucionar a vida da humanidade".

Além disso, DeMello lembra que "o desenvolvimento da própria vacina contra a covid-19, que também aplicou IA, demonstra o quanto o uso da Inteligência Artificial é transformador e que precisa ser democratizado o quanto antes”.

Agora, o algoritmo para o diagnóstico da covid-19, a partir de um áudio de tosse ou da fala, está em fase de validação de viabilidade. Segundo os desenvolvedores, os próximos passos da descoberta serão avaliados com uma possível inclusão de parceiros estratégicos.

Participaram do estudo os pesquisadores Edresson Casanova e Lucas Rafael Stefanel Gris, que fazem parte do time da CyberLabs de Pesquisa e Desenvolvimento. Houve ainda a participação dos pesquisadores Arnaldo Candido Jr., Ricardo Corso Fernandes Jr., Marcelo Finger, Moacir A. Ponti e Daniel Peixoto Pinto da Silva.

Fonte: PSafe e Interspeech 2021

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.