Acetato de Vitamina E é um dos responsáveis pela "crise dos vapes"

Por Fidel Forato | 08 de Novembro de 2019 às 18h20
insurance journal

Desde o início do surto de saúde pública causado pelo uso de vapes, em agosto, alguns ingredientes comuns nos cartuchos foram identificados como possíveis responsáveis. Dentre eles, está o acetato de vitamina E, que é um dos ingredientes adicionados aos produtos à base de THC, e é agora oficialmente considerado “culpado muito prejudicial” pelas lesões pulmonares. 

O Relatório semanal de Morbidade e Mortalidade emitido nesta sexta (8) se baseia na descoberta do composto da Vitamina E em amostras de fluidos, retiradas do pulmão de 29 pacientes que apresentaram a doença pulmonar, chamada de EVALI.

"Pela primeira vez, detectamos uma potencial toxina preocupante, o acetato de vitamina E, em amostras biológicas de pacientes", com danos nos pulmões associados aos e-cigs, disse a Dra. Anne Schuchat, principal diretora adjunta do órgão de saúde dos EUA, em coletiva de imprensa. As amostras "forneceram evidências de acetato de Vitamina E no local primário de lesão nos pulmões."

O surto de saúde pública americana relacionado aos vapes estourou em agosto

O problema quando se fala dos cartuchos com THC, o princípio ativo da maconha, é que, por não serem regulamentados, podem conter qualquer tipo de substância em sua composição. Nesse contexto, os óleos para cartuchos de cigarros eletrônicos normalmente incluem outros aditivos, solventes e intensificadores de sabor, como o acetato de vitamina E, que é utilizado para diluir o THC e aumentar os lucros de quem vende o produto. 

Além do acetato, a agência americana levanta a hipótese de que outros produtos químicos ou toxinas estejam associados às graves doenças respiratórias que vêm afetando os usuários. Por isso, essas mesmas amostras foram testadas quanto à presença dos óleos vegetais e destilados de petróleo, como o óleo mineral, que “não foram detectados em quantidades substanciais.”

Os cigarros eletrônicos já afetaram a saúde de 2.051 pessoas e levaram ao óbito mais de três dúzias, segundo afirma o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, dos Estados Unidos. Pelo menos 86% afirmam ter usado vapes com THC.

Fonte: NY Times

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.