Facebook exigirá que usuários do Oculus VR façam login na rede social

Por Felipe Ribeiro | 19 de Agosto de 2020 às 10h39
Oculus
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

O Facebook fez um anúncio que vai desagradar muitos usuários do Oculus VR, um dos produtos que está sob o guarda-chuva da empresa. Desta vez, para utilizar o periférico em sua totalidade, será necessário criar uma conta na rede social de Mark Zuckerberg. A mudança, segundo a companhia, passa a valer a partir de outubro e entrará em período de transição até o dia 1º de janeiro de 2023, quando, sem esse login, não será mais possível usar o produto.

A comunidade de usuários Oculus, claro, não gostou nada disso. Mesmo depois de ter comprado a Oculus VR em 2014 por US$ 2 bilhões, o Facebook não se metia muito nos assuntos relacionados ao produto. Mas, depois dessa notícia, muitas pessoas passaram a olhar o relacionamento entre as marcas de outra maneira, cogitando até a deixar de usar os óculos de realidade virtual ou mover uma ação contra as empresas para que essa obrigatoriedade caia.

Também tem se falado sobre reembolsos e já tem usuários até mesmo sugerindo ações judiciais coletivas. Embora essas sejam respostas obviamente hiperbólicas a um movimento preocupante, elas mostram o quão profunda é a antipatia da base de usuários pelo Facebook. Quando o Kotaku perguntou ao Oculus sobre a resposta do usuário, um representante simplesmente apontou para o anúncio oficial sobre seus benefícios potenciais.

“Oferecer às pessoas uma maneira única de fazer login no Oculus por meio de uma conta e senha do Facebook tornará mais fácil encontrar, conectar e jogar com amigos em realidade virtual. Essa mudança tornará possível integrar muitos dos recursos que as pessoas conhecem e amam no Facebook", disse o Facebook em comunicado enviado ao pessoal do Kotaku.

Além da mão-de-obra, certamente os usuários devem estar preocupados com seus dados e informações pessoais, uma vez que o Facebook tem sido alvo constante de investigações por vazamentos dessa ordem. A empresa garante, no entanto, que os usuários estarão protegidos.

Fonte: Kotaku

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.