Hyundai coloca o cão-robô Spot para monitorar segurança de fábrica em Seul

Hyundai coloca o cão-robô Spot para monitorar segurança de fábrica em Seul

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 17 de Setembro de 2021 às 14h50
Reprodução/Hyundai

Após o anúncio de que o cachorro-robô Spot consegue desviar de obstáculos e recalcular rotas, a Hyundai anunciou hoje (17) que colocará a máquina para monitorar a segurança de uma de suas fábricas. Dona da Boston Dynamics, adquirida em junho, a fabricante sul-coreana de automóveis decidiu oferecer um trabalho para o cãozinho, com o objetivo de dar-lhe uma funcionalidade utilitária.

O Spot agora terá o cargo de Factory Safety Service Robot (Robô de serviço para segurança de fábricas, em tradução livre) e passará a monitorar as atividades dos funcionários para garantir que nada fuja do padrão de segurança esperado. A máquina foi adaptada para realizar esse tipo de inspeção e a ideia é conduzir os experimentos em casa primeiro para depois oferecer a solução ao mercado.

Essa versão adaptada possui sensores para detectar aumento de temperatura (Imagem: Reprodução/Hyundai)

Para iniciar o piloto, foi escolhida uma fábrica em Seul, capital da Coreia do Sul, da subsidiária Kia Motors. O robô está equipado com uma câmera térmica (3D LiDAR) que faz a varredura do ambiente em busca de altas temperaturas (o que indicaria um incêndio) e portas abertas ou fechadas — caso seja preciso evacuar o local. Se identificar algo errado, ele enviará um alerta por meio de um site seguro ligado ao escritório de comando da fábrica.

Assim como a versão tradicional, o Spot tem um conjunto de câmaras usadas para compartilhar imagens e dados em tempo real com os controladores, além de funcionar em modo autônomo ou por comando remoto. Segundo a Hyundai, esse é o primeiro projeto de colaboração desde a compra da Boston Dynamics, mas outras devem vir na sequência.

Se os testes forem positivos, a Hyundai pode comercializar o robô como uma ferramenta de segurança (Imagem: Reprodução/Hyundai)

O objetivo da gigante é fazer com que o robô proteja as pessoas nas plantas industriais, atuando na detecção antes que os acidentes ocorram. Se tudo der certo, o Spot pode começar a ser mais cobiçado por empresas, afinal seria um investimento relativamente barato — US$ 7 mil ou R$ 35 mil — para garantir a segurança dos funcionários.

Por enquanto, ele ainda é um bem de colecionador, que lembra filmes e séries de ficção científica, e sem uma utilidade prática para a maioria das companhias. Veja um vídeo explicativo sobre essa "nova versão" do Spot:

Fonte: Hyundai  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.