Drª Luzia, primeira robô-advogada do Brasil, já tem trabalho pela frente

Por Redação | 05 de Julho de 2017 às 12h19
photo_camera DepositPhotos/iLexx

A Legal Labs, startup que combina Direito e Tecnologia, criou a primeira robô-advogada do Brasil. Batizada como Drª. Luzia, o objetivo da máquina é dar maior eficiência às execuções judiciais. De acordo com as informações, apenas no Distrito Federal há mais de 390 mil processos em andamento, nos quais o governo corre atrás de R$ 24 bilhões em impostos e multas atrasados.

Pensando em resolver o problema, a Drª. Luzia começará a trabalhar com a Procuradoria do Distrito Federal. Baseada em Inteligência Artificial, a robô-advogada é capaz de entender os processos, o seu andamento e quais suas possíveis soluções. A máquina também pode ser usada para cruzar dados e encontrar endereços ou bens dos envolvidos nos processos.

Segundo Ricardo Fernandes, fundador da Legal Labs, o software já está pronto, e a companhia aguarda apenas a finalização da documentação do convênio com a Procuradoria. Para dar conta de auxiliar de forma eficaz, a Drª Luzia poderá servir, também, para outras cidades pequenas. "Para esses pequenos municípios, e são mais de 5.500 municípios do Brasil, [ela] vai aplicar uma revolução muito grande. Vai melhorar muito a execução da dívida", disse Fernandes.

Apesar de a Drª Luzia ser bastante útil para questões públicas, os desenvolvedores afirmam que o uso da robô-advogada também poderá beneficiar o setor privado. Para a Legal Labs, bancos e empresas de telecom, que também contam com muitos processos repetitivos, poderão desfrutar da tecnologia.

Fonte: Convergência Digital

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.