Vídeo no TikTok pode ter ajudado a localizar menina sequestrada há 18 anos

Vídeo no TikTok pode ter ajudado a localizar menina sequestrada há 18 anos

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 10 de Maio de 2021 às 17h15
Reprodução/CNN

Um vídeo do TikTok pode ter, por acaso, trazido novas pistas sobre o caso da menina Sofia Juarez, que foi sequestrada um dia antes de completar 5 anos, em 2003, enquanto caminhava perto de sua casa em Kennewick, nos EUA. De acordo com a polícia local, a criança pode ter sido localizada longe do seu lar e de forma acidental.

Usuários da rede social de vídeos afirmaram aos policiais terem visto uma menina parecida com Sofia, com idade condizente, em um vídeo feito por uma pessoa no México. O material foi gravado em Culican, no estado de Sinaloa, no mês de março. Nele, uma personalidade do TikTok conversa com a mulher em espanhol.

Essa é Sofia Juarez com apenas 4 anos (Imagem: Reprodução/CNN)

Quando perguntada sobre a idade, ela afirma ter 22 anos e disse que odeia aniversários. Ela, então, começa a falar sobre a sua família, da qual não tem notícias, porque teria sido sequestrada enquanto criança.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Após ser informada sobre o material, a polícia de Kennewick emitiu um comunicado na qual agradece à população pelo envio, que pode ajudar a desvendar um dos casos mais antigos da região ainda sem solução. Os familiares, com apoio da polícia local, chegaram a criar um site com fotos da possível progressão de idade de Juarez, que hoje teria 23 anos, e tem traços muito semelhantes com a mulher do vídeo. Veja:

@akayalla

¿Será de aká o será de allá? 😳#culturageneral #preguntas #culiacan #sinaloa #viral

♬ sonido original - Aká y Allá

O Investigador Especial da Polícia de Kennewick, Al Wehner, disse que os investigadores estiveram em contato com o influenciador digital que entrevistou a mulher em vídeo. O objetivo é tentar localizá-la novamente para realizar um teste de DNA que traga a esperada resposta, mas ainda não tiveram êxito na busca até agora.

Segundo a CNN, algumas pessoas entraram em contato com o tiktoker afirmando que ela não se tratava de Sofia e que a divulgação do vídeo estaria causando problemas. Os investigadores, contudo, acharam as ligações suspeitas porque eles não conseguiram contato com a mulher. Poderia se tratar da pessoa que sequestrou a menina tentando abafar o caso, portanto.

Sobre o caso

A mãe de Juarez teria falecido em 2009, mas os investigadores continuam em contato próximo com o restante de sua família. A menina teria desaparecido na noite de 4 de fevereiro de 200, e a suspeita é que alguém em uma van de cor azul clara, prata ou cinza, sem janela nas laterais, a tenha sequestrado.

Parece ou não parece? (Imagem: @aka.y.alla/Instagram)

"Sofia era um farol de sol que teve uma vida brilhante e inocente roubada. Sua família, amigos e comunidade vivem sob uma nuvem sombria desde que ela foi tirada de nós. Sofia era, e ainda é, amada por todos que a conheceram", diz o site dedicado a ela.

Como resultado de muitas novas dicas sobre o caso, a polícia diz que agora tem "um alto grau de interesse" em uma van azul claro, prata ou cinza, do final dos anos 1970 ao início dos anos 1980, sem janelas laterais visto na área na época do desaparecimento de Juarez.

O que você acha: é ou não a menina da foto? A polícia dos EUA acredita se tratar, mesmo, da criança desaparecida, mas a confirmação depende do exame. Deixe sua opinião nos comentários.

Fonte: CNN

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.