Twitter vai reforçar segurança de políticos durante as eleições presidenciais

Por Ramon de Souza | 17 de Setembro de 2020 às 23h00
Reprodução: Marten Bjork/Unsplash
Tudo sobre

Twitter

Saiba tudo sobre Twitter

Ver mais

As eleições presidenciais dos Estados Unidos de 2020 estão quase chegando, e o Twitter sabe bem qual é o poder que as redes sociais têm para manipular a opinião pública ou até mesmo criar desordem ao disseminar notícias falsas. Pensando nisso, a plataforma anunciou, nesta quinta-feira (17), uma série de iniciativas proativas para otimizar a segurança cibernética da cena política estadunidense.

A companhia vai exigir que determinados perfis adotem senhas mais complexas (enviando tais notificações na forma de um reset forçado) e incentivar a adoção de verificação em duas etapas. Segundo a empresa, a campanha será focada em funcionários do Poder Executivo, membros do Congresso, governadores, secretários, partidos políticos, candidatos e até mesmo jornalistas e veículos de mídia.

“Eleitores, candidatos, funcionários e jornalistas contam com o Twitter todos os dias para compartilhar e encontrar notícias e informações confiáveis sobre a eleição; nós levamos nossa responsabilidade com eles muito a sério", afirma a rede social, comentando ainda que as medidas fazem parte de aprendizagens com “erros do passado”.

Essa é apenas a primeira etapa do programa — o Twitter também promete algumas reformas internas de segurança, incluindo um monitoramento mais eficiente dos perfis críticos, detecções mais ágeis de comprometimento de contas e assim por diante. “A implementação dessas medidas de segurança é uma etapa preventiva crítica”, finaliza a plataforma.

Fonte: Twitter

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.