Twitter vai transmitir jogos de futebol americano

Por Redação | 05 de Abril de 2016 às 10h57

O Twitter é o mais novo player do mercado de streaming de conteúdo e um dos primeiros, fora das próprias emissoras, a entrar no mundo da TV ao vivo. Como vinha sendo comentado há alguns meses, a NFL confirmou nesta terça-feira (05) que a rede social será a transmissora oficial dos jogos de futebol americano de quinta-feira à noite pela internet, exibindo dez das 16 partidas que acontecerão no segundo semestre de 2016.

Mostrando força diante de grandes nomes como o Facebook – que teria abandonado as negociações na última semana –, Amazon, Yahoo e a operadora Verizon, o Twitter teria garantido direitos exclusivos para exibir os jogos por menos de US$ 10 milhões. O valor, entretanto, não é oficial e teria sido obtido com fontes ligadas ao negócio. De qualquer maneira, é inferior ao lance médio dado pelos concorrentes, que giraria em torno de US$ 15 milhões, e ainda mais abaixo do total pago pelas redes de televisão CBS e NBC, que juntas, desembolsam US$ 450 milhões por temporada completa

A razão para a diferença vem da forma de transmissão. O que o Twitter vai fazer, na realidade, é um streaming do próprio sinal dos canais "oficiais", tendo controle também sobre a venda de publicidade e demais recursos online relacionados à exibição dos jogos. Entretanto, o serviço também é obrigado a exibir alguns anúncios da televisão, sendo que o pagamento destes será dividido entre os envolvidos.

Para o micrblog, a ideia faz todo o sentido. Já faz algum tempo que a rede social se posiciona como a “verdadeira segunda tela”, oferecendo recursos como emojis e atualizações em tempo real para os espectadores de grandes eventos esportivos ou do entretenimento. Passar a transmitir ela mesma tais ocasiões, então, seria o próximo passo lógico, um que, agora, parece prestes a ser dado.

Além do público que já acessa a internet e constitui sua base de usuários, o Twitter também estaria de olho naqueles que não possuem mais TV por assinatura em casa. Os “cord-cutters”, ou “cortadores de cabo”, como são chamados, acreditam não precisarem mais desse tipo de pacote por possuírem uma internet de alta velocidade em casa e seriam mais propensos a pagarem por serviços de assinatura por streaming, como a Netflix e um eventual hub de transmissão de jogos da rede social do passarinho. Seria uma forma não apenas de atrair novos utilizadores, mas também de aumentar o próprio faturamento.

A escolha pelos jogos de quinta-feira à noite, em vez dos maiores e mais tradicionais, que acontecem nos sábados e segundas, também tem a ver com experimentos feitos pela própria NFL. A liga quer testar novos formatos de transmissão e mídia nestas partidas “menores”, de forma que, quando seus contratos com as grandes redes de televisão expirarem, o que começa a acontecer em cinco anos, ela já tenha experiência com internet e saiba o que fazer no mundo do streaming.

Antes mesmo de a notícia ter sido confirmada, ela já caiu bem para o mercado. As ações do Twitter começaram a operar com alta de 2,4% no early trading desta terça-feira (05). O dinheiro para o negócio também não deve ter tanto impacto nos caixas da empresa, que na apresentação de seus resultados financeiros, no começo do ano, demonstrou ter um grande montante em caixa justamente na expectativa por negócios como este.

Fontes: Bloomberg, Recode