Twitter ganha comunidades fechadas no estilo Orkut e Facebook

Twitter ganha comunidades fechadas no estilo Orkut e Facebook

Por Alveni Lisboa | Editado por Renato Santino | 08 de Setembro de 2021 às 18h14
Alveni Lisboa/Canaltech

Um dos trunfos do Twitter é a possibilidade de falar com milhões de pessoas de todo o mundo em tópicos de conversa populares ou com tuítes sobre assuntos em alta. Apesar disso, encontrar o público-alvo desejado pode ser uma missão bem difícil, já que a rede social não tinha nenhuma ferramenta para juntar pessoas com gostos e ideais compartilhados. Até agora.

Agora, a rede social do passarinho pretende resolver esse problema ao copiar um recurso do Facebook. As Comunidades desembarcam com uma proposta bem parecida com a do rival, porém com toques do Reddit. A partir de hoje, uma parcela de usuários deve receber convites para participar de uma ação inicial do novo sistema.

Assim que as comunidades devem funcionar no Twitter (Imagem: Divulgação/Twitter)

Neste primeiro momento, serão quatro comunidades #AstroTwitter, #DogTwitter, #SkincareTwitter e #SoleFood — cada qual voltada para o compartilhamento de interesses bem específicos como cachorros, cuidados com a pele, entusiastas de tênis e fanáticos pelo espaço. A expectativa é que novas sejam criadas e vinculadas a hashtags populares, no intuito de reunir pessoas com gostos similares.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Ao adentrar em uma comunidade, você passa a ter a opção de tuitar somente para seus seguidores ou diretamente para os membros daquela lugar virtual. Se optar pela segunda, apenas os integrantes da comunidade poderão curtir ou responder.

Cada comunidade do Twitter terá moderadores capazes de definir as regras, convidar pessoas ou bani-las em caso de comportamento inadequado. A ideia é que mais pessoas possam criar esses espaços e gerenciá-los, embora ainda não estejam claros os critérios para isso. A rede disponibilizou um formulário de inscrição para os interessados em criar comunidades. Segundo a empresa, por enquanto, o foco é desenvolver formas para as pessoas encontrarem e ingressarem nas comunidades.

Um novo propósito de ser

O conceito, embora não seja inovador, pode trazer a dinâmica para o centro da plataforma e dar uma nova vida a uma rede bastante lenta quando o assunto é inovação. As comunidades devem ficar em local de destaque na barra de navegação no iOS e na lateral para a versão web — o Android, por enquanto, não será contemplado com o recurso.

Compartilhe seus tuítes com a comunidade (Imagem: Reprodução/Twitter)

Embora já tivesse um algoritmo de recomendação de usuários e hashtags conforme seus gostos, o Twitter tinha dificuldade em reter pessoas de modo consistente. Muita gente entra, pesquisa o que deseja e sai quando não encontra, o que pode ser frustrante e desencorajar o uso. Com as comunidades, as conversas podem fluir mais naturalmente e contar com a agilidade dos tuítes, deixando a rede social mais parecida como um grande fórum de discussão.

Para empresas ou perfis profissionais, essa adição pode ajudar a criação e manutenção de grupos para fã-clubes, admiradores de alguma pessoa, suporte técnico, teorias, sugestões e as demais necessidades.

Essa é apenas mais uma das últimas adições em termos de funcionalidades sociais da rede, que já trouxe, só em 2021, o Spaces, o Super Follow, o Tip Jar e a hospedagem de boletins informativos.

Fonte: Twitter  

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.