SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

TikTok vai banir influenciadores que impulsionarem anúncios políticos

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 18 de Agosto de 2022 às 15h21

Link copiado!

Olivier Bergeron/Unsplash
Olivier Bergeron/Unsplash
Tudo sobre TikTok

O TikTok reiterou sua política de publicidade paga e garantiu que vai banir conteúdo político patrocinado por candidatos ou criadores. A rede social já tem uma proibição para temas eleitorais, mas deve reforçar a divulgação para evitar o uso indevido durante as eleições do Brasil e nos Estados Unidos.

Segundo o chefe de segurança do TikTok nos Estados Unidos, Eric Han, a plataforma está comprometida com a integridade eleitoral. Ele promete que, nas próximas semanas, serão publicados diversos conteúdos educacionais no Portal do Criador para evitar punições.

Continua após a publicidade

"Realizaremos briefings com criadores e agências para que as regras do caminho sejam bastante claras quando se trata de conteúdo pago em torno das eleições. Se descobrirmos que o conteúdo político foi pago e não divulgado adequadamente, ele é imediatamente removido da plataforma”, esclareceu Han.

Está previsto ainda o lançamento de um novo recurso na Central de Eleições, que dará ênfase na proibição dos anúncios políticos pagos. Ali será possível tirar dúvidas mais comuns sobre o que se pode ou não fazer durante as campanhas, chegar hashtags e vídeos em alta, além de manter um canal confiável de comunicação com a equipe de moderação do TikTok.

A promessa é de a central abrigar informações provenientes de fontes oficiais em mais de 45 idiomas. Ainda não se sabe quais órgãos serão incluídos no Brasil, mas nos EUA haverá a participação do Center for Democracy in Deaf America e o Federal Voting Assistance Program. Os resultados eleitorais também devem ser publicados assim que disponíveis, graças a uma parceria firmada com a agência internacional Associated Press.

Tiktok não vai aceitar conteúdo político pago

Continua após a publicidade

A conta oficial do TikTok no Twitter se somou ao coro e disse que não vai aceitar conteúdo político patrocinado de forma alguma. "Continuaremos a educar os criadores sobre as responsabilidades que eles têm de cumprir nossas Diretrizes da comunidade e políticas de publicidade e removeremos o conteúdo que viole nossas regras", disse o tuíte.

Embora pareça rigorosa, a medida é justificada pela rede social como uma forma de defesa contra a desinformação eleitoral. Com o período eleitoral iniciado, os candidatos costumam reservar parte do orçamento para divulgar jingles, impulsionar vídeos com propostas ou criar conteúdo difamando rivais. Em muitos casos, parte (ou todos) dos argumentos podem conter exageros, mentiras ou imprecisões.