Senado americano convoca empresas tech para falar sobre influência estrangeira

Por Rafael Arbulu | 30 de Agosto de 2018 às 11h01
Divulgação

O Comitê de Inteligência do Senado dos Estados Unidos confirmou nesta quarta-feira (30), por meio de um comunicado divulgado à imprensa, que, no intuito de discutir o papel de operações estrangeiras de desinformação, bem como a influência que elas podem ter exercido na política interna do país, convocou gigantes da internet para uma audiência pública a ser realizada em 5 de setembro. As mais destacáveis a serem chamadas pelo Senado são Google, Twitter e Facebook.

Ainda não há detalhes sobre potenciais questionamentos ou mesmo se as empresas convocadas vão atender à convocação. Na data, o senador republicano Richard Burr, representante do Estado da Carolina do Norte no Congresso, pretende questioná-las sobre as suas respostas a ações de influência e manipulação de informações que foram executadas por meio de suas plataformas — sobretudo Facebook e Twitter, cujas redes sociais trazem um meio massificado de levar conteúdo potencialmente viral a públicos específicos.

O senador Richard Burr (R-NC) convocou empresas de tecnologia para falar sobre suas ações de prevenção a campanhas de desinformação (Imagem: TIME.com/Getty Images)

A notícia vem nos calcanhares de ações reativas que essas empresas vêm tomando, a fim de combater a disseminação de informações falsas em suas plataformas. Durante esta e a última semanas, o Canaltech mostrou que o Twitter suspendeu 770 contas sob acusação de “manipulação coordenada” e os conflitos civis no Myanmar fizeram com que o Facebook descontinuasse 71 contas — entre páginas e perfis pessoais nele e também no Instagram — ligadas ao braço militar do país asiático que disseminavam discursos de ódio e fake news contra a população islâmica na região.

Essa é a segunda vez que o Senado norte-americano pede explicações às gigantes tecnológicas, embora nenhuma delas tenha confirmado presença na audiência do dia 5 até o momento.

Fonte: Techcrunch

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.