SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Pinterest anuncia medidas para se blindar de fake news durante as eleições

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 07 de Março de 2022 às 08h00

Link copiado!

Divulgação/Pinterest
Divulgação/Pinterest
Tudo sobre Pinterest

Em preparação para as eleições deste ano, o Pinterest anunciou nesta segunda-feira (7) novas medidas para conter a circulação de desinformação na plataforma. As medidas incluem desde redirecionamentos de usuários para páginas oficiais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) à limitação de conteúdo relacionado ao pleito e restrições para monetização de posts.

A primeira das medidas é relacionada à pesquisa no app: ao buscar por termos relacionados, como “votar” ou “eleições”, o Pinterest recomendará que o usuário visite páginas de órgãos oficiais. “Se você estiver procurando informações sobre as eleições de 2022, incluindo como e onde votar, acesse um site oficial”, dirá o alerta.

Continua após a publicidade

Quando a data da votação estiver próxima, a plataforma minimizará a frequência com que ela aparece nas recomendações de pesquisa e no feed inicial. “Sabemos que os ânimos ficarão mais exaltados, mas queremos que o Pinterest continue sendo um espaço de inspiração e positividade”, comenta a companhia.

Numa atualização da política de desinformação cívica, o Pinterest promete ter “postura firme” contra qualquer conteúdo que possa interferir nas eleições ou na capacidade de alguém de votar.

A regra vale para todos

Sequer criadores de conteúdo ou os próprios políticos estarão livres dessa abordagem. A plataforma promete tomar providências contra qualquer usuário que postar conteúdo que viole as Diretrizes da Comunidade, como posts com desinformação e discurso de ódio, independentemente de ser ou não uma pessoa pública.

Continua após a publicidade

Para complementar essa medida, a plataforma também não monetizará conteúdo relacionados ao período eleitoral. “Isso significa que [o Pinterest] não mostrará nenhum anúncio quando [o usuário] procurar termos comuns relacionados às eleições, como nomes de candidatos, locais de votação e ‘voto’”, explica a empresa.

Medidas importantes

Apesar de o Pinterest não ser comumente utilizado para buscas relacionadas a política, a empresa reconhece que pode ser um local de pesquisa relacionada ao período eleitoral e por isso não dá para ignorar a importância desse momento. Além do Brasil, as medidas do site valerão também para França, Austrália e Filipinas — naturalmente, com conteúdo e links adaptados para essas regiões.

"O Pinterest tem o compromisso de oferecer um local mais acolhedor, saudável emocionalmente e 'brand safe' para que as pessoas em geral, os criadores de conteúdo e as marcas possam colocar em prática toda a inspiração que tiverem", finaliza o Pinterest.