O que é e como funciona o Twitter Blue

O que é e como funciona o Twitter Blue

Por Caio Carvalho | Editado por Bruno Salutes | 16 de Setembro de 2021 às 11h00
Caio Carvalho/Canaltech

O Twitter (Android | iOS | Web) é uma rede social que, assim como seus principais concorrentes, está encontrando novas formas monetização. E isso chegou em junho de 2021 com o lançamento do Twitter Blue, um serviço de inscrição mensal com recursos exclusivos.

Entre as maiores vantagens da versão “azul" (ou ao menos “ainda mais azul”) da plataforma está a possibilidade de editar tweets e ler mensagens em um modo leitura. Então, vamos conhecer melhor o que é o Twitter Blue e o que tem de diferente da versão convencional.

O que é o Twitter Blue?

Para quem quiser usar funções exclusivas no Twitter, a versão Blue promete ser a alternativa ideal (Imagem: Brett Jordan/Unsplash)

O Twitter Blue mantém as mesmas características e interface do Twitter que estamos acostumados a usar. Você ainda pode mandar tweets em texto, com foto ou vídeo, seguir outras pessoas, acompanhar threads e ver os assuntos mais comentados do momento.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

O grande chamariz da versão Blue é que se trata de um serviço de assinatura. Pagando um valor mensal, você tem acesso a funções exclusivas que não estão disponíveis na versão comum do serviço. Mas quem não quiser comprar por esse pacote, não há com o que se preocupar: o bom e velho Twitter gratuito continuará do jeito que está.

O Twitter Blue já está disponível no Brasil?

Não. O Twitter Blue foi anunciado oficialmente em junho de 2021 e, até setembro do mesmo ano, a versão paga da rede social está em fase de testes apenas na Austrália e no Canadá. Por enquanto, apenas a versão do Twitter para iOS nesses dois países é compatível com o modelo de assinatura, mas a plataforma já garantiu que o lançamento acontecerá também no Android.

Ainda não há previsão de quando o Twitter Blue estará disponível no Brasil.

Quanto custa o Twitter Blue?

Nos EUA, o Twitter Blue custará US$ 2,99. Já tem preço até no Brasil para quando a novidade for lançada oficialmente (Imagem: Twitter/Divulgação)

Na Austrália, o Twitter Blue custa US$ 4,49 australianos, o equivalente a pouco menos de R$ 18 na conversão direta. Enquanto isso, usuários do Canadá pagam US$ 3,49 canadenses (R$ 14,50) para acessar os recursos premium. Nos Estados Unidos, o valor será US$ 2,99 (R$ 15,70).

É importante destacar que o Twitter Blue não ganhará um aplicativo separado. Em vez disso, ele poderá ser adquirido dentro do app tradicional do Twitter. Além disso, as assinaturas são renovadas mensalmente e não há reembolso por parte do Twitter.

Apesar de ainda não ter previsão de lançamento no Brasil, a App Store brasileira revelou há alguns meses quanto deverá custar o Twitter Blue por aqui: R$ 15,90. A informação não foi removida e pode ser visualizada ao acessar a página do Twitter na loja de aplicativos da Apple para iPhone.

Quais recursos são exclusivos do Twitter Blue?

Desfazer tweets

Ainda não é agora que teremos uma opção para editar tweets, mas você poderá desfazer o envio de uma mensagem antes que ela seja compartilhada com os seguidores (Imagem: Twitter/Divulgação)

Esta talvez seja uma das funcionalidades mais pedidas pelos usuários do Twitter desde o início da plataforma, lá no ano de 2006. Contudo, é preciso esclarecer que não se trata de uma função para editar tweets já enviados, mas sim para cancelar o envio de mensagens com erros de digitação ou caso você tenha se esquecido de marcar alguém em um determinado post.

Funciona assim: quando você for escrever uma mensagem, o Twitter vai permitir que você define um cronômetro personalizável de até 30 segundos. Se dentro desse tempo você notar que escreveu alguma coisa errada ou não marcou quem deveria, haverá um botão de “Desfazer” (“Undo”, no inglês), para cancelar o envio daquela mensagem.

Ainda não foi dessa vez que você conseguirá editar tweets que já foram enviados. Se mandou algo que não gostaria, seja por um erro de digitação ou por ter marcado alguém por acidente, e a publicação já foi compartilhada com os seus seguidores, você precisará deletar o tweet e enviá-lo novamente com as mudanças desejadas.

Modo leitura

O modo leitura vai remover itens que podem atrapalhar a visualização do texto, priorizando um formato mais de artigo do que rede social (Imagem: Twitter/Divulgação)

O Twitter Blue também oferece um modo leitura, já bastante popular em navegadores (mobile e web) de internet. O recurso vai facilitar a leitura de conversas (threads) mais longas na rede social, diminuindo o cansaço visual. É como se uma sequência inteira de tweets fosse transformada em um artigo de texto corrido.

No modo leitura, o Twitter ainda desabilita todos os links que apontam para endereços externos, evitando que você toque neles por engano e saia da conversa. Fotos de perfil, nomes de usuário e os botões de curtidas, retweet e respostas também são desativados.

Pastas de favoritos

Chega de salvar tudo em um lugar só: com as pastas, você poderá salvar tweets favoritos em diferentes diretórios (Imagem: Twitter/Divulgação)

Do mesmo jeito que acontece no seu navegador de internet, o Twitter Blue permite que você crie pastas para salvar tweets favoritos. Além de deixar esses itens salvos mais organizados, o recurso deve facilitar a identificação de mensagens mais específicas, uma vez que cada uma poderá ser colocada dentro de pastas personalizadas.

Atualmente, o Twitter já conta com um botão dedicado para salvar tweets. No entanto, todos os posts são salvos em um único diretório e na ordem em que foram salvos.

Atendimento de suporte e personalização

Cansou do ícone azul do Twitter? Sem problemas: haverá opções de customizar as cores do botão do Twitter no mobile (Imagem: Twitter/Divulgação)

Todos os assinantes do Twitter Blue terão à disposição uma equipe dedicada para responder a dúvidas e solicitações. Sim, isso já existe no Twitter. Porém, quem tiver uma assinatura no Twitter Blue deverá ser respondido muito mais rápido, pelo menos no que diz respeito a problemas técnicos. Relatórios de abuso ou assédio ainda dependem de análises mais demoradas.

Uma outra vantagem do Twitter Blue é que os assinantes podem alterar a cor do ícone do aplicativo do Twitter em seus dispositivos móveis — o Telegram oferece essa mesma opção há algum tempo —, bem como temas e cores adicionais para personalizar seus perfis.

Como se inscrever no Twitter Blue

Como citado anteriormente, neste momento, o Twitter Blue só pode ser assinado no Canadá ou Austrália. Se você mora em um desses países, há uma opção no aplicativo do Twitter, dentro do menu “Perfil" (aquele que aparece quando você clica em cima da sua foto, no canto superior esquerdo da tela, na página inicial do app).

Você também pode consultar mais informações pela conta oficial do Twitter Blue na plataforma, o @TwitterBlue.

Fonte: Twitter (1, 2), Twitter Blue

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.