Mudança no feed do Facebook vai favorecer pequenos influenciadores

Por Redação | 29 de Janeiro de 2018 às 15h00
Tudo sobre

Facebook

O Facebook fez uma alteração no seu algoritmo neste início de ano que está provocando muita discussão. Mark Zuckerberg e companhia decidiram reduzir a presença de posts de veículos da imprensa e de empresas nos feeds dos usuários.

Esses compartilhamentos costumavam aparecer na timeline com frequência, muitas vezes antes de posts de amigos. Tanto que muita gente diz que se informa sobre os fatos da sua cidade e do país pelo feed do Facebook.

Bom, isso vai mudar aos poucos. Ler alguma notícia vai ficar mais difícil.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Mas essa não é ruim para os chamados influenciadores digitais, aquela categoria de pessoas que têm milhões de seguidores e que gera viralizações a cada post publicado.

Quem explica como isso pode acontecer é o chefe de News Feed do Facebook, Adam Mosseri. Em um post no blog da rede social, ele escreveu que as postagens das páginas desses influenciadores que gerarem conversas entre seus seguidores irão aparecer primeiro nos feeds.

Outro fator que será privilegiado na nova estrutura é o vídeo nativo, aquele postado dentro do Facebook.

Isso quer dizer que, além de o usuário ver mais fotos e conteúdos de seus amigos e familiares, esse tipo de conteúdo produzido por influenciadores e que engaja as pessoas conectadas irá crescer.

Mudança na relação comercial

Vai mudar também a relação das empresas com seus seguidores e a forma como suas novidades aparecem nos feeds. Especialistas afirmam que o conteúdo gerado por influenciadores tem mais alcance do que aquele produzido por marcas e divulgado de forma orgânica, ou seja, sem impulsionamento ou patrocínio — sem pagar para Zuckerberg priorizar seu post.

Então, o influenciador poderá se tornar essencial para as marcas que queiram divulgar alguma novidade. Essa será uma oportunidade de ouro para os influenciadores faturarem uma grana a mais, pois seu conteúdo tem 5 a 10 vez mais envolvimento do que o de uma marca.

Mas Zuck deixou uma pegadinha. No ano passado, para garantir um alto engajamento, os posts e vídeos promocionais deveriam ser publicados originalmente em uma página, não em um perfil.

Então, os influenciadores que migraram para uma página não vão conseguir faturar com a mudança do algoritmo introduzida em 2018. Eles vão perder alcance e engajamento, o que não é bom para uma marca.

A avaliação é que o Facebook está querendo incentivar os pequenos influenciadores. Veja o que disse o fundador de uma agência de influência, Arnab Majumdar: "Como os nanoinfluenciadores raramente fazem promoções de marca em tempo integral, poucos têm perfis de negócios. Portanto, essa mudança dificilmente terá algum impacto em seu alcance, e eles ainda vão ter uma taxa de engajamento muito maior do que os maiores influenciadores. Essa mudança será uma mudança de jogo para a indústria de marketing".

Fonte: Business Insider

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.