Meta anuncia chegada dos avatares 3D ao Brasil para Instagram e Facebook

Meta anuncia chegada dos avatares 3D ao Brasil para Instagram e Facebook

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 23 de Maio de 2022 às 15h27
Reprodução/Facebook

A Meta anunciou a chegada dos avatares 3D para o Facebook, Instagram e Messenger ao Brasil e outros países da América Latina — Argentina, Colômbia e Porto Rico. O anúncio foi feito durante a Meta Summit nesta segunda-feira (23) e servirá como uma prévia para demonstrar uma pontinha do metaverso para a região.

Nas próximas semanas, os usuários poderão criar versões digitalizadas de si próprio, com aparência, roupas e acessórios, para usar em diversas áreas das plataformas. Será possível, por exemplo, produzir figurinhas personalizadas, escrever posts ou acrescentar fotos de perfil com seu personagem. Os bonequinhos poderão ser exportados para usar em outras plataformas além da Meta, logo será possível colocá-los como foto no Discord ou avatar no LinkedIn.

A animação mostra alguns usos do avatar 3D do Facebook, Instagram e Messenger, que chega ao Brasil em algumas semanas (Imagem: Reprodução/Meta)

No evento, a Meta disse ter expandido as características disponíveis para oferecer uma experiência mais inclusiva para todos. Um exemplo citado são modelos de cabelo afro, voltados para a população negra, algo que trará mais representatividade. Conforme dados da companhia, existem mais de 1 quintilhão de combinações possíveis.

Essa novidade deve se integrar futuramente ao Horizon Worlds, que ganhará uma versão web e compatível com PCs e celulares via navegador. Os avatares devem ser os personagens para interagir nesse mundo digital propiciado pelo metaverso.

Os novos avatares estarão liberados para boa parte da América, incluindo os três países do norte e os contemplados no sul. Segundo a companhia, a ideia é levar isso gradativamente para outras regiões. O recurso é inédito no Instagram, mas deve funcionar como uma melhoria para o Facebook e o Messenger, que já contam com um conjunto limitado de opções para criar personagens.

Integração com serviços da Meta

Além de serem uma caracterização digital de cada pessoa, os personagens devem ter suporte a carteiras digitais, como o Facebook Pay e WhatsApp Pay, bem como suporte a tokens não fungíveis (NFTs). Na avaliação da Meta, isso deve gerar uma imersão muito maior no ambiente digital, mesmo para aqueles que não têm acesso à dispositivos de realidade virtual.

Por falar nos headsets, a companhia disse que ainda trabalha para possibilitar a venda na América Latina. Hoje, os aparelhos da companhia são importados dos Estados Unidos e outras regiões, uma das razões pela qual os preços são altíssimos por aqui.

Ainda não há uma data oficial de quanto todas essas novidades chegarão, portanto o jeito é esperar. O Canaltech trará as informações em primeira mão assim que disponíveis.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.