Instagram expande teste do feed estilo Tiktok para mais pessoas no Brasil

Instagram expande teste do feed estilo Tiktok para mais pessoas no Brasil

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 20 de Maio de 2022 às 11h04
Divulgação/Instagram

O Instagram decidiu ampliar a base de usuários com acesso ao feed em tela cheia. De quinta (19) para sexta (20), cresceram os relatos de acessos à aparência diferente, o que pegou muita gente de surpresa. O visual é inspirado no TikTok e prioriza o formato retangular na vertical, ao estilo Reels e Stories.

Em termos de funcionalidades, nada muda com a troca. Usuários ainda navegam pelo feed rolando a tela para cima ou para baixo, mas agora somente uma publicação por vez é exibida. A diferença é que agora os ícones de curtida, comentário e envio da publicação ficam posicionados "dentro" da imagem ou vídeo, com a cor branca.

O formato em full screen ajuda a focar melhor no conteúdo, porque não há competição de outros elementos na tela como antes. Por outro lado, os comentários em destaque, que antes podiam ser pré-visualizados logo abaixo da imagem, ficam totalmente escondidos no seu espaço.

Os testes começaram há duas semanas e estavam mais concentrados em países falantes do idioma inglês. Não está claro quantas pessoas ou regiões foram contempladas nessa nova leva, mas muitos usuários do Brasil relatam a mudança. No Twitter, os comentários estão bastante negativos, com críticas sobre a suposta "tiktokenização" do Instagram.

Formato privilegia o Reels

No feed principal em tela cheia, o usuário ainda pode usar a barra de navegação inferior para acessar a guia de descoberta, visualizar os Reels, buscar lojas para fazer compras ou navegar no seu próprio perfil. Os ícones para trocar o modo de exibição (feed cronológico ou guiado por algoritmos), criar uma publicação, ver as notificações e navegar pelas mensagens diretas também seguem intactos na parte superior.

A maior perda sentida é o desaparecimento da barra dos Stories quando você rola a tela para baixo, o que já acontecia antes, mas parece ter mais ênfase no formato em tela cheia. O conteúdo temporário segue mantido como é hoje, fixado no topo da página inicial e acessível apenas ao rolar a tela para cima manualmente ou clicar no ícone da casinha para retornar à home.

O que está posto, contudo, é o claro direcionamento do usuário para produzir vídeos curtos (ou nem tão curtos assim) com o Reels, em uma tentativa de conter o avanço da rede social rival.

Dilema entre público x dinheiro

O Instagram deve coletar os dados para avaliar se a mudança vai prejudicar a visualização e o engajamento dos stories e os posts de fotos. O problema é que os Stories e o feed ainda são as principais fontes de renda da plataforma — os vídeos curtos ainda não são usados para fins publicitários.

A mudança pode até agradar os mais jovens, mas não são eles que sustentam financeiramente o sistema, logo existe um grande dilema aí. Ainda não se sabe quando (ou se) o visual virará o modo padrão do aplicativo estável da plataforma da Meta.

O Canaltech trará mais informações oficiais assim que forem dadas pelo Instagram. Por enquanto, você pode apenas mandar sua opinião, positiva ou negativa, para a maior rede social do mundo decidir pelo formato que agrade o maior número de pessoas.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.