Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Instagram vai borrar nudes enviados para adolescentes

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 11 de Abril de 2024 às 12h36

Link copiado!

Claudio Schwarz/Unsplash
Claudio Schwarz/Unsplash
Tudo sobre Instagram

A Meta anunciou, nesta quinta-feira (11), o teste de novas ferramentas para proteger as pessoas contra a extorsão sexual e o abuso de imagens íntimas. Os recursos incluem avisos de segurança e um filtro de desfoque para fotos que contenham nudez enviadas por DM a adolescentes. Segundo a companhia, os novos mecanismos de segurança e combate ao assédio de imagens íntimas começam a ser testados nas próximas semanas. 

Proteção contra nudez nas DMs

Para combater o abuso de fotos íntimas nas mensagens diretas (DMs), o Instagram criou um mecanismo para identificar e desfocar imagens com nudez. Segundo comunicado da Meta, “esse recurso foi projetado não apenas para proteger as pessoas de verem nudez indesejada em suas DMs, mas para protegê-las de criminosos que podem enviar imagens íntimas para induzir as pessoas a enviarem as suas próprias fotos em troca”.

Continua após a publicidade

A proteção será ativada por padrão para todos os menores de 18 anos globalmente, e a plataforma vai incentivar os adultos a também ligarem o recurso.

O mecanismo evita que as pessoas sejam impactadas por uma foto que contenha nudez dentro das conversas no Instagram e dá a opção de escolha sobre ver ou não a imagem. O usuário deverá tocar e manter o arquivo pressionado para ver o conteúdo.

A companhia informa que vai utilizar aprendizado de máquina no próprio aparelho para identificar imagens enviadas com nudez. “Como as imagens são analisadas no próprio dispositivo, a proteção contra a nudez funcionará em conversas criptografadas de ponta-a-ponta, onde a Meta não terá acesso a essas imagens — a não ser que alguém opte por denunciá-las para nós”, explica a Big Tech.

Avisos na tela

Além do desfoque de fotos íntimas, o recurso de proteção vai exibir alertas na tela sobre o envio de imagens com nudez.

Para as pessoas que vão enviar fotos sensíveis, haverá um recado sobre a possibilidade de o destinatário realizar capturas de tela ou encaminhar as imagens para outras pessoas. Além de pedir cuidado, a mensagem lembra que será possível cancelar o envio se desejar, mas que outras pessoas já poderão ter visto a foto.

O Instagram também vai exibir um aviso para quem encaminhar uma foto recebida que contenha nudez. O recado destaca a possibilidade de a foto ser usada para prejudicar quem está nela e que o compartilhamento de imagens sensíveis de outras pessoas pode ser ilegal e ir contra as diretrizes da rede social.

Continua após a publicidade

Mensagens também serão exibidas para quem receber fotos íntimas. “Mostraremos uma mensagem incentivando os usuários a não se sentirem pressionados a responder, com a opção de bloquear o remetente e denunciar a conversa” informa a Meta.

As pessoas vão receber também dicas de segurança, elaboradas com a orientação de especialistas, e materiais de apoio da Central de Segurança da Meta, StopNCII.org (para maiores de 18 anos) e o Take It Down (para menores de 18 anos). 

Mais segurança aos jovens

Continua após a publicidade

A Big Tech anunciou também a ampliação dos recursos de segurança para menores de 18 anos na rede social.

A plataforma já impedia que adultos iniciem conversas pelas DMs com menores que não estejam conectados como amigos, e agora vai ocultar a opção “Mensagem” do perfil de adolescentes para contas sinalizadas com potencial para prática de extorsão sexual.

“Estamos desenvolvendo uma tecnologia para ajudar a identificar contas podem estar potencialmente envolvidas em golpes de extorsão sexual, com base em uma série de sinais que podem indicar comportamentos desse crime — embora esses sinais não sejam necessariamente uma prova de que uma conta violou as nossas regras”, informa a companhia em comunicado.

Continua após a publicidade

O objetivo é evitar que essas contas encontrem e interajam com os menores de 18 anos. A Meta informa que realiza um teste para a ocultação dos jovens dessas contas nas listas de seguidores, contas seguidas pelo perfil e curtidas das pessoas para dificultar a localização de contas de adolescentes nos resultados de pesquisas.

Além disso, a rede social vai adicionar novos recursos nos canais de denúncia para o encaminhamento mais ágil e eficaz aos órgãos regionais responsáveis.

As iniciativas da Meta para combater a exploração sexual e o abuso de imagens íntimas são anunciadas dias após o governo brasileiro regulamentar os direitos de crianças e adolescentes em ambientes digitais — o que inclui o Instagram.