Instagram testa função para usuários criarem suas próprias campanhas de doações

Por Rafael Arbulu | 22 de Julho de 2020 às 18h45
Reprodução/Business Insider
Tudo sobre

Instagram

Saiba tudo sobre Instagram

Ver mais

A COVID-19 está sendo um dos principais vetores para a inauguração de uma nova ferramenta no Instagram. Segundo anúncio feito pelo blog oficial do Facebook, dono da rede social de fotos mais popular do mercado, usuários na Irlanda, EUA e Reino Unido estão testando um recurso que lhes permite organizarem suas próprias campanhas de arrecadação de fundos para doação de causas variadas, veiculando-as por meio de seus respectivos perfis.

A premissa tem origem na atual pandemia, já que, por meio do Instagram, influenciadores digitais organizaram diversas campanhas de doação para organizações de alívio do impacto do novo coronavírus (SARS-CoV-2), com o Instagram dizendo que mais de US$ 65 milhões (R$ 331,53 milhões, na cotação atualizada) em campanhas divididas entre a doença pandêmica e de cunho social (organizações de combate ao racismo e intolerância). O próprio Instagram, hoje, conta com um botão de incentivo a doações em formato de adesivo para o stores, e campanhas também podem ser integradas à plataforma via Instagram Live.

No caso do novo recurso, porém, o funcionamento é um pouco diferente: ao acessar o menu de edição do perfil, as pessoas para quem o recurso se encontra liberado encontram um botão intitulado “Add Fundraiser” (“Adicionar campanha”, em uma tradução contextualizada). Depois será necessário estabelecer o produto da campanha (dinheiro, produtos, alimentos etc.) e categorizá-la (finalidade e destino dela, por exemplo). A partir daí, será necessária a inserção de uma descrição detalhada, uma imagem para servir de capa e, finalmente, integrar a campanha à sua conta no Stripe, a plataforma de pagamentos digitais que age como parceira do Instagram nesta empreitada. Naturalmente, as campanhas não serão imediatamente publicadas e passarão pelo crivo revisional do próprio Instagram.

Uma vez aprovada, o comportamento padrão da campanha é o de uma duração de 30 dias, podendo ser livremente estendida pelo seu organizador. Doadores poderão ser publicamente identificados ou anônimos, mas em ambos os casos, o usuário que fizer a doação e o seu respectivo valor serão conhecidos pelo seu organizador, que obrigatoriamente deve ter mais de 18 anos.

(Imagem: Divulgação/Instagram)

No que tange às causas, um link no post oficial direciona à lista de práticas aceitáveis do Facebook, que relaciona 12 itens distintos permitidos para a execução de campanhas de arrecadação — para saber cada uma, basta acessar este link. Há também informações sobre condições que levam a campanha a não ser aprovada.

Mesmo sendo um teste, há uma boa chance de o Instagram liberar o recurso em caráter global. Por via das dúvidas, o Canaltech procurou a assessoria de imprensa do app no Brasil para saber se há planos da função aparecer por aqui. Segundo resposta da equipe, ainda não há previsão da novidade em solo nacional. Por ora, a função de arrecadação própria de fundos está disponível lá fora apenas para usuários do Android, mas o iOS já está prometido pela empresa para “logo”.

Fonte: Facebook (1) (2)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.