Facebook muda termos de uso e se responsabiliza por abusos feitos na rede social

Por Rafael Rodrigues da Silva | 09 de Abril de 2019 às 14h48
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

Nesta terça-feira (10), após reunião com parlamentares da União Europeia, o Facebook anunciou uma modificação nos termos de uso da rede social. Os novos termos não apenas deixam mais claro o que o Facebook faz com os dados do usuário e quais obrigações a empresa tem para proteger esses dados, mas também definem que a ela assumirá a culpa no caso de acontecer outro escândalo parecido com o da Cambridge Analytica.

Para quem não se lembra do caso, no começo de 2018 foi descoberto que a empresa de análise de dados e comunicação estratégica Cambridge Analytica usou dados dos usuários do Facebook para se aproveitar do algoritmo da rede e, conhecendo os principais medos de seu público, criar uma campanha de desinformação (fake news) que ajudou a eleger Donald Trump como presidente dos Estados Unidos e a fazer os cidadãos do Reino Unidio votarem pela saída da região da União Europeia na assembléia do Brexit. Na época, o Facebook se defendeu alegando que não poderia ser responsabilizado pelo modo como empresas terceirizadas usam a rede social, mas documentos e e-mails descobertos durante a investigação do escândalo comprovam que o Facebook sempre soube que a empresa estava usando a rede para influenciar o resultado de ambas as votações e escolheu não fazer nada para impedir essa manipulação.

Agora, com o novo texto dos termos de uso do site, caso qualquer outra empresa venha a utilizar dados de usuários do Facebook ou a própria rede social para manipular a opinião pública, ele será responsabilizado por não ter conseguido intervir nessa manipulação.

Além disso, a empresa também concordou em apagar toda e qualquer informação sobre um usuário de seu banco de dados caso, 90 dias após desativar um perfil no Facebook, o usuário não tenha retornado para reativá-lo. Até então, mesmo após apagar sua conta na rede social, o Facebook ainda mantinha os dados em seu banco por tempo indeterminado.

Outra mudança aceita pelo Facebook é garante maior transparência na explicação de como as informações postadas na rede social pelo usuário são usadas pela empresa para definir quais anúncios esse usuário irá visualizar durante a navegação. Atualmente, a companhia já possui em qualquer anúncio um link de “Por que estou vendo este anúncio?”, para explicar por que certo tipo de produto está sendo anunciado na linha do tempo do usuário. Mas a empresa se prontificou a ser mais clara e detalhista nesta explicação.

Apesar dos termos em si na rede social já terem sido atualizados desde o fim da reunião, há ainda algumas coisas que o Facebook precisará implementar com a mudança (como uma explicação mais clara de como os anúncios da plataforma funcionam), e a empresa garante que todas essas funções estarão funcionando até o fim de junho.

Fonte: 9to5Mac

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.