Facebook começa a exibir os Instant Articles nesta quarta-feira (13)

Por Redação | 13 de Maio de 2015 às 09h24

O Facebook finalmente vai engolir também o mercado editorial. Após integrar os vídeos à rede social, a empresa de Mark Zuckerberg estreia nesta quarta-feira (13) um novo recurso ao site: os chamados Instant Articles. A novidade vai hospedar diretamente dentro do site o conteúdo de jornais e outras páginas, otimizando o alcance e o potencial de compartilhamento dessas publicações, além de fazer com que elas fiquem muito mais rápidas de serem carregadas nos dispositivos móveis.

Nós já comentamos sobre esta novidade algumas vezes por aqui, mas o fato é que a espera acabou e vamos, enfim, conferir o recurso a partir de textos de alguns parceiros escolhidos pelo Facebook. Os primeiros sites a terem seus artigos inteiramente publicados dentro da rede social serão o jornal The New York Times, a revista National Geographic, a NBC News e o BuzzFeed — todos veículos bastante populares e cujos links são sempre muito compartilhados pelos usuários. Além deles, a promessa é que The Atlantic, The Guardian, BBC News, Spiegel e o Bild também entrem na brincadeira em breve.

O Instant Articles ainda está em caráter experimental e, por conta disso, ainda é um recurso exclusivo dos usuários do iPhone. Além disso, neste primeiro momento, não serão todas as publicações feitas por estes canais que vão se encaixar na novidade, mas a expectativa é que ela comece a ser mais utilizada nos próximos meses.

Ainda assim, já é possível testar o recurso e a diferença de velocidade na hora do aplicativo carregar o conteúdo é realmente evidente. Enquanto o direcionamento para o site do New York Times leva alguns segundos até ser concluída, todo o texto, imagens e vídeos de um artigo publicado pelo Instant Article é quase que imediato — além de apresentar uma diagramação muito mais agradável.

Embora o texto oficial do Facebook não comente sobre o assunto, o Wall Street Journal detalha um pouco como vai funcionar a geração de receita a partir desta parceria entre a rede social e os demais veículos de comunicação. Como os sites vivem a partir de anúncios e a quantidade de acessos é um fator importante nesta equação, Zuckerberg teve que fazer algumas concessões para atrair essas companhias para baixo de sua asa.

Como a periódico aponta, os jornais vão obter 100% da receita obtida da venda de publicidade de suas publicações e 70% caso o anúncio tenha sido vendido pelo Facebook. Pode parecer apenas um detalhe, mas é com essa renda que as empresas de comunicação pagam suas contas — ou seja, é muito dinheiro envolvido.

De qualquer forma, a gente segue esperando que o Instant Articles continue a crescer para que possamos sentir, de verdade, sua aplicação em nossas vidas. A ideia de otimizar o tempo de carregamento de publicações de páginas populares é ótima para usuários de smartphones, mas a lista de sites parceiros ainda é pequena e muito voltada para o mercado norte-americano. Isso sem falar que a novidade continua exclusiva do iPhone e é preciso expandir isso pelo menos para o Android para que a coisa realmente possa ser vista como um sucesso.

Via: Facebook, Engadget, Wall Street Journal

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.