Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Em quais países o Telegram é mais utilizado?

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 14 de Janeiro de 2023 às 17h00

Link copiado!

Montagem: Caio Carvalho/Canaltech
Montagem: Caio Carvalho/Canaltech
Tudo sobre Telegram

No Brasil, o Telegram é amplamente conhecido como uma alternativa ao WhatsApp. No entanto, isso não é regra em todo o mundo: existem países em que o aplicativo é a opção mais popular na hora de trocar mensagens.

Em junho de 2022, o Telegram anunciou a marca de 700 milhões de usuários ativos por mês e consolidou o app entre os cinco mais baixados globalmente. Veja, a seguir, a distribuição de usuários pelo mundo e os países mais populares.

Em quais países o Telegram é mais baixado?

Continua após a publicidade

O Telegram não disponibiliza oficialmente a lista de países com maior número de downloads. Para acessar esses números, é necessário recorrer a relatórios feitos por consultorias independentes.

Entre janeiro e agosto de 2022, esses foram os países com maior número de downloads do Telegram. Os dados são do departamento de estatística do Statista:

  1. Índia (70,48 milhões de downloads);
  2. Rússia (24,15 milhões);
  3. Estados Unidos (20,03 milhões);
  4. Indonésia (19,61 milhões);
  5. Brasil (18,04 milhões);
  6. Egito (11,05 milhões);
  7. México (8,33 milhões);
  8. Ucrânia (7,02 milhões);
  9. Vietnã (6,95 milhões);
  10. Turquia (6,48 milhões).

Em quais países o Telegram é o principal aplicativo de mensagens?

A alta quantidade de downloads não necessariamente significa que o aplicativo é o mensageiro mais popular daquele país. Na Índia, por exemplo, o Telegram ainda fica atrás do WhatsApp.

A lista de países em que o Telegram é a opção número um para conversar por mensagens é mais curta: conta com Armênia, Azerbaijão, Belarus, Camboja, Cazaquistão, Jordânia, Moldávia e Quirguistão. Os dados são fornecidos pelo Similarweb e consideram o período de abril de 2022.

Em março do mesmo ano, a operadora Megafon anunciou que o Telegram ultrapassou o WhatsApp e tornou-se o mensageiro mais popular na Rússia. Mesmo criado no país, o app chegou a ser bloqueado pelo governo local em 2018 e foi liberado apenas dois anos depois.

Continua após a publicidade

Fonte: Reuters, Statista, Similarweb