Elon Musk pede desculpas após chamar mergulhador britânico de pedófilo

Por Felipe Demartini | 18 de Julho de 2018 às 11h46
divulgação

Elon Musk pediu desculpas públicas a Vernon Unsworth, um dos mergulhadores envolvidos no resgate ao time de futebol que ficou preso em uma caverna na Tailândia. Por meio de resposta a um usuário no Twitter, o fundador da Tesla afirmou ter chamado o especialista de pedófilo em um momento de raiva, após provocações feitas por ele em relação ao projeto de submarino que poderia auxiliar no salvamento.

Nas mensagens, o bilionário pede desculpas não apenas a Unsworth, mas também aos funcionários das empresas das quais é líder. Musk diz, ainda, que o minissubmarino foi construído de acordo com as especificações do líder das equipes de resgate e, também, como um ato de bondade. As declarações jocosas do mergulhador, então, levaram o empreendedor a realizar a acusação infundada em publicação feita no último final de semana.

As mensagens vieram em concordância a um artigo escrito por Jeremy Arnold, analista de negócios, no Quora, um site que fomenta a discussão e a resolução de dúvidas dos usuários. No texto, o autor defende Musk das acusações de que sua participação no incidente na Tailândia não passava de uma ação de marketing para divulgar o próprio nome em cima de uma operação que resultou em uma morte e poderia ter terminado em ainda mais tragédia.

O combate verbal entre Musk e Unsworth aconteceu por meio das mídias sociais e declarações para a imprensa. Em entrevista à rede americana CNN após o fim do resgate, o mergulhador afirmou que o submarino de Musk era rígido e comprido, não tendo a menor chance de passar por obstáculos ou espaços apertados da caverna tailandesa. Ele afirma, ainda, que toda a operação montada pelo bilionário foi uma ação de marketing e o aconselhou a enfiar o veículo “naquele lugar”.

Foram essas as declarações que, no final de semana, levaram Musk a lançar um desafio público a Unsworth, para que ele mostrasse o vídeo do resgate. Na sequência, o bilionário voltou atrás e afirmou que faria ele mesmo uma gravação provando que o minissubmarino funciona, terminando por chamar o mergulhador de pedófilo. As mensagens foram deletadas posteriormente e, em resposta, o especialista afirmou que buscaria ações legais devido à acusação feita sem motivo aparente.

Musk lançou desafio a mergulhador britânico, o chamando de pedófilo no processo (Imagem: Reprodução/Twitter)

Unsworth foi um dos responsáveis pelo mapeamento da caverna onde os 12 garotos e o técnico do time de futebol Wild Boars estavam presos desde o dia 23 de junho. Todos foram resgatados com vida neste início de mês, em uma operação que envolveu mais de 10 mil pessoas, sendo mais de 100 mergulhadores profissionais. O caso deixou apenas uma vítima, Saman Kunan, que morreu afogado enquanto deixava cilindros de ar no caminho entre a entrada e o local onde o grupo foi localizado.

Fonte: Elon Musk (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.