Britney Spears está secretamente pedindo ajuda no Instagram? Fãs criam teorias

Por Nathan Vieira | 15 de Setembro de 2020 às 20h00
Reprodução/Instagram

A ascensão da era digital impactou de uma vez por todas a maneira como as pessoas se relacionam, e essa alteração também se estendeu a fãs que antes conseguiam acompanhar a vida de seus ídolos apenas por meio das revistas e da televisão, mas que atualmente conseguem um contato verdadeiramente mais próximo, vendo o dia a dia completo dessas celebridades. No entanto, as publicações de uma artista específica têm causado preocupação e levantado conspirações. Trata-se de Britney Spears, considerada por muitos como a princesa do pop.

Se você não acompanha muito a vida pessoal de Britney Spears, pode precisar de um bom contexto antes de entender a preocupação dos fãs em meio às publicações da cantora. Então vamos lá: lembra em 2007, o lendário ano em que a cantora passou por muitas coisas, incluindo separação de seu casamento com o rapper Kevin Federline e brigas judiciais pela guarda de seus filhos? O ano foi tão impactante para a saúde mental da cantora, que a deixou verdadeiramente instável: chegou a raspar o cabelo e se envolveu em polêmicas ao agredir paparazzi, por exemplo.

Em 2008, Britney foi internada contra a sua vontade em uma clínica psiquiátrica, em mais um momento que ficou para a sua história: as imagens dela sendo levada pela ambulância e os paparazzi cercando a ambulância ainda assustam. Nessa época, o pai de Britney, James Spears, deu início a uma custódia provisória. Isso significa que, ao longo de um ano, seria ele o responsável por cuidar da cantora, administrar sua vida e seu dinheiro. Os fãs encararam isso como algo bom: finalmente ela estaria sob os cuidados de alguém que queria simplesmente o seu bem.

No entanto, até então, essa custódia não foi revisada. Ou seja: faz 12 anos que Britney é tida pela lei norte-americana como incapaz de cuidar da própria vida. Ela não pode ficar sozinha, não pode dirigir e todo seu dinheiro é administrado por James. Até meados de 2019, essa tutela sobre a cantora era dividida com o advogado de James, Andrew Wallet, até que ele se demitiu.

Foi bem nessa época que o movimento #FreeBritney foi criado oficialmente, quando veio a público uma mensagem de voz de uma fonte que afirma ter trabalhado com responsáveis pela tutela. Segundo essa pessoa, Britney está sendo controlada por James. "O que está acontecendo é perturbador, para dizer o mínimo. Basicamente, Britney estava ensaiando para a residência em Las Vegas, Domination. James descobriu que ela não estava tomando sua medicação prescrita e disse: 'ou você toma, ou não vai ter show'. Britney não seguiu o que James disse, então ele cancelou o show. Ele até disse que Britney não entrou na clínica de saúde mental por vontade própria".

Em 2019, vazaram inclusive alguns documentos que mostraram que o pai de Britney, ao assinar essa custódia, alegou que ela tinha demência. Desde o ano passado até aqui, ela tem batalhado em busca do encerramento dessa custódia. Em julho deste ano, durante uma entrevista ao E!, a cantora chegou a apontar: "é algo muito frustrante. Seja de uma forma pacífica ou violenta, ter alguém constantemente dizendo o que você tem que fazer é frustrante". Essa história de sua tutela estar com seu pai ainda tem rendido pano para manga, e não está resolvida. Uma nova audiência foi marcada para decidir se a tutela será estendida.

Instagram: um pedido de ajuda?

O Instagram da cantora, que reúne mais de 26 milhões de seguidores, vem chamando atenção principalmente pelo grande número de fotos aparentemente feitas no mesmo dia, com Britney tendo o mesmo penteado e o top branco. No rosto, a expressão séria, abatida, que deixa a pensar se tem alguma coisa errada; se a cantora de fato está bem. Isso tem gerado comentários como: “todas as fotos foram feitas no mesmo dia, algo está acontecendo com ela” ou “Britney, faça um vídeo ao vivo para mostrar que você está bem".

Os fãs acreditam que seu pai está tirando proveito de sua riqueza e bens, e está propositalmente mantendo-a trancada em sua casa para seu próprio ganho monetário.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Britney Spears (@britneyspears) em

As postagens cada vez mais intrigantes da cantora em questão têm fortalecido um movimento que já é um pouco antigo: o #FreeBritney. Em breve, abordaremos melhor essa questão. Por enquanto, foco no Instagram: as conspirações acerca das condições da Britney aumentaram quando um fã pediu nos comentários que, se precisasse de ajuda, ela fizesse postagens usando roupas da cor amarela. Coincidência ou não, pouco tempo depois, a artista assim o fez: compartilhou vídeos e fotos utilizando um top amarelo.

À esquerda, seguidor escreve: "Se estiver precisando de ajuda, use amarelo no próximo vídeo". À direita, Birtney posta vídeo usando "top amarelo favorito" (Reprodução/Instagram)

Essa não foi a única ocasião em que, coincidência ou não, Britney acabou postando justamente o que um de seus seguidores sugeriu caso estivesse querendo ajuda. Em uma de suas publicações, pediram que a cantora publicasse um conteúdo que tivesse relação com pombas. Posteriormente, ela utilizou de seu Instagram para compartilhar uma pintura com várias aves voando.

Questionada sobre tantas publicações vestindo as mesmas roupas, o mesmo penteado, estando no mesmo cenário, Britney usou o Instagram para dizer que se tratava de um projeto, intitulado Rose. Os fãs que a seguem no Instagram acreditam que ela esteja enviando sinais e mensagens ocultas em suas postagens, muitas das quais incluem imagens de flores, especialmente rosas.

"Muitas pessoas têm dito que muitas das minhas postagens não são novas, mas só para avisar vocês, nenhuma das minhas fotos ou postagens tem mais de um mês. Sim, eu sei, eu usei o mesmo top 17 vezes, mas é para um projeto, o Projeto Rose. E você verá muito mais do Projeto Rose no futuro", disse a artista em um story do Instagram. No entanto, alguns fãs agora estão preocupados que Britney foi forçada a dizer isso. "Acho que eles a fizeram fazer este vídeo para nos avisar que eles vão postar aquelas mesmas fotos de novo, provavelmente para nos fazer pensar que isso é normal enquanto Britney está realmente presa naquele lugar", chegou a opinar um dos seguidores.

Socorro nas redes sociais

Talvez venha à mente um caso muito parecido com esse, em que os internautas levantaram teorias da conspiração em torno de frases, mensagens e até vídeos. Trata-se da youtuber Marina Joyce. Em 2016, a britânica foi a figura central de uma campanha que viu o Twitter se mobilizar contra um suposto abuso e cárcere privado que teria sido protagonizado pelo namorado dela. As publicações da época sinalizaram um comportamento de risco, com a menina se mostrando mais tímida e com visíveis marcas pelo corpo, com suposições de que eram hematomas.

No fim das contas, a polícia local se envolveu no caso e, abrindo uma investigação, visitou a casa de Marina e seu namorado, informando que não encontraram irregularidades no local. Até hoje, não se sabe exatamente o que aconteceu nessa época.

Marina Joyce (Imagem: Reprodução/YouTube)

Outro caso recente foi o movimento #SalveBelParaMeninas, em que começou uma teoria de que a mãe da youtuber Bel, Francinete Peres, estaria forçando a filha a gravar vídeos que a deixaram desconfortável, sinalizando um caso de abuso de menores. O canal chegou até a tirar os vídeos, mas já estão no ar de novo. O caso envolveu até Conselho Tutelar.

Isso só mostra a ascensão das redes sociais e o impacto que elas podem ter na vida pessoal das pessoas. Por enquanto, não há nenhuma certeza acerca das teorias levantadas pelos fãs de Britney, então o jeito é ficar atento e esperar.

Desde o ano conturbado de 2007, Britney não controla a própria vida, estando sob tutela de seu pai, James. As postagens da cantora na rede social têm levantado preocupação por parte dos fãs, com direito a muitas teorias acerca do que possa estar acontecendo com ela

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.