Será que você sabe usar o LinkedIn? Descubra os erros mais comuns na rede

Por Redação | 11 de Fevereiro de 2013 às 12h30

O LinkedIn anunciou recentemente que já atingiu a marca de 200 milhões de usuários no mundo, formando uma rede gigantesca para quem está procurando novas oportunidades no mercado de trabalho. Mas será que você realmente sabe tirar proveito dessa ferramenta tão interessante? O pessoal do site Inc separou algumas dicas que apontam o que você pode estar fazendo de errado na rede social.

1. Você dá apenas por esperar receber algo em troca

Existe uma ferramenta ótima no LinkedIn que permite que usuários escrevam recomendações sobre as pessoas em seus perfis. Mas, se você escreve recomendações apenas porque quer outra em troca, você está errado.

Por exemplo, você é um encanador e faz parte da rede de um floricultor no LinkedIn. Um cano estourou e ele entrou em contato com você às três horas da manhã para solucionar o problema. Você imediatamente corre até a casa dele, conserta o vazamento e salva seu porão cheio de flores que estava prestes a se tornar uma piscina. O floricultor fica extremamente grato e escreve uma merecida recomendação no LinkedIn contando sobre o caso. Então, lhe pede que também o escreva uma recomendação.

O grande problema é que você não o conhece profissionalmente, então como seria possível escrever algo do tipo? Ou seja, você não pode. E ele jamais deveria ter pedido isso. Lembre-se que as recomendações devem ser sinceras e feitas por livre e espontânea vontade.

2. Você não endossa habilidades de todos

No ano passado o LinkedIn acrescentou a ferramenta 'Endorsements' (Recomendar competências) à rede social. Trata-se de um botão de aprovação para que os contatos avaliem as habilidades uns dos outros. Funciona de uma maneira bem simples: basta ir até o perfil de alguém que você deseja avaliar e clicar no sinal positivo (+) ao lado de cada competência listada pelo site.

Endossar habilidades de outras pessoas pode ajudá-las a aparecer nos resultados de buscas, além de mostrar a elas que você respeita e reconhece suas habilidades. Vale lembrar que as indicações funcionam apenas nos perfis que adotaram o novo visual do LinkedIn.

Endossos LinkedIn

3. Você espera até que chegue um momento de necessidade

Se você não cultiva conexões sólidas até o dia que precisar de algo – clientes, funcionários, emprego –, então você pode ter demorado demais para fazer isso. Pense aonde você quer chegar algum dia e comece agora a construir as ligações, formar sua rede, e conseguir pessoas para apoiar seus objetivos.

4. Você esquece onde está

A maioria das pessoas usa o LinkedIn como uma plataforma de mídia social profissional. Portanto, pense bem antes de deixar comentários aleatórios por lá, já que nunca se sabe quando um potencial empregador, fornecedor, cliente ou outra pessoa do meio profissional que lhe interesse pode visualizá-los.

5. Você ignora os sinais

O LinkedIn quer claramente ser mais do que apenas um local onde milhões de profissionais fazem suas conexões. Em menos de dois anos a plataforma se tornou uma agregadora de notícias extremamente poderosa. Colocar um artigo em uma página da categoria certa pode gerar um tráfego imenso.

Atualmente o LinkedIn oferece conteúdo original de alguns formadores de opinião de todo o mundo, e permite que você siga essas pessoas, comente diretamente em suas mensagens, compartilhe seus conteúdos com a sua rede, etc.

Líderes no LinkedIn

Um dia é possível que todos os usuários possam postar diretamente seu próprio conteúdo e conseguir seus próprios seguidores, não é possível saber ao certo. As pessoas que se acham inteligentes sabem tirar o máximo de uma ferramenta. As pessoas realmente inteligentes sabem como planejar uma maneira de tirar o máximo proveito do que uma ferramenta ainda pode se tornar.

6. Você não compartilha

A maneira mais fácil de atualizar frequentemente e tornar seu perfil mais personalizado é compartilhando. Sejam artigos, posts, vídeos ou qualquer coisa que seja interessante. É importante criar uma espécie de diário com conteúdo que lhe interessa, assim as pessoas vão aprender mais sobre você. Além disso, suas conexões podem responder ou deixar comentários nesses posts, o que ajuda a evitar o próximo erro...

7. Você não se importa

Para saber o que os seus contatos pensam a respeito das coisas, compartilhe e depois veja o seu feed de atividades. Veja do que as pessoas gostam. Leia os comentários. A única forma de conhecer melhor as pessoas é ouvindo o que elas têm a dizer.

Compartilhe! Assim você verá o que agrada ou não as pessoas, e essa é uma maneira perfeita para obter um feedback direto e construir conexões mais fortes.

8. Você ignora a rede da sua equipe

As ferramentas mais poderosas para abrir portas são relações, referências e relacionamento. As pessoas que trabalham com você também têm grandes redes (se ainda não possuem, incentive-as a construí-las). Arranje um tempo para verificar se sua equipe possui as conexões corretas.

9. Você é genérico

Esse é um erro muito comum: "Eu gostaria de adicioná-lo à minha rede profissional no LinkedIn". Utilizar o texto que foi gerado automaticamente pelo LinkedIn é realmente o melhor que você pode fazer? Exclua essa mensagem genérica e gaste alguns segundos para escrever sobre como você conhece a pessoa que deseja adicionar às suas conexões, ou para dizer o que vocês têm em comum. Faça conexões reais. Seja real.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.