Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Homem de Ferro revela drasticamente as consequências físicas da vida de herói

Por| 22 de Abril de 2024 às 16h00

Link copiado!

Marvel Comics
Marvel Comics

Ninguém para pensar ou realmente se perguntar quais seriam as consequências permanentes que um herói seria obrigado a lidar após décadas combatendo de bandidos de rua até invasões alienígenas e ameaças cósmicas em viagens espaciais. Eis que o Homem de Ferro revela agora como todos esses anos como Vingador vêm custando alto para sua saúde.

Atenção para spoilers de Invincible Iron Man #17!

Em Invincible Iron Man #17, lançado recentemente,  vemos Tony acordando após sua dura batalha contra os Sentinelas Stark e o Sentinela do vilão Feilong e a organização antimutante Orchis (ou “Orquídea”). Embora ele tenha sofrido alguns golpes violentos durante a luta, a confusão e o delírio que começa a sofrer não são atribuídos à surra recente, e sim a ferimentos antigos e generalizados.

Continua após a publicidade

Tony até admite estar “acostumado a acordar em uma névoa confusa” depois de sofrer repetidos traumas na cabeça como Homem de Ferro. Some isso a seu infame consumo excessivo de álcool, e ele se mostra em uma situação complicada de saúde, sofrendo de alucinações prolongadas as quais nunca será capaz de se livrar por completo.

Dessa vez, Tony não consegue acordar de suas alucinações. Mesmo depois de rever suas mães falecidas, algo que ele não dúvidas, de repente, seu cérebro questiona se seu pai, Howard Stark, ainda está vivo — e isso é preocupante, pois os pensamentos sobre o que Howard faria, assim como sua influência na vida do filho, é algo recorrente nas histórias do Homem de Ferro.

Tony é inegavelmente um gênio e um dos maiores inventores e engenheiros da história da Marvel, mas, sem um Soro do Supersoldado como o do Capitão América e sem um fator de cura como o de Wolverine, por baixo de seu traje reside apenas um corpo humano comum já surrado por décadas de heroísmo.

Sabemos que o tempo de carreira e de vida de um super-herói e seu alter-ego são coisas relativas nas HQs, entretanto, a Marvel Comics costuma lidar mais com a faceta humana de suas propriedades, então, não chega a ser exatamente uma completa surpresa ver uma trama explorando esse assunto.

Ainda assim, não deixa de ser curioso ver um personagem tão poderoso como Tony Stark sendo também vulnerável por debaixo de sua armadura, ainda mais com a ação do tempo sendo mostrada de forma tão realista.