Publicidade

Escritor de The Flash tenta explicar algo “que até hoje ninguém entende”

Por| 26 de Setembro de 2023 às 21h30

Link copiado!

DC Comics
DC Comics

O título The Flash entra a partir deste mês em uma nova fase com uma pegada nunca antes vista. O escritor Si Spurier e o desenhista brasileiro Mike Deodato assumem a revista mensal, que deve ter uma tom sombrio e várias diferentes perspectivas sobre o universo sobre as forças do Universo DC — tudo em uma atmosfera que remete ao horror cósmico.

E, em uma entrevista ao CBR, Spurrier falou um pouco sobre a estranha natureza da Força de Aceleração, a fonte de energia dos velocistas da DC, em especial o pessoal conectado ao legado dos Flash. O escritor que ninguém, incluindo o super-herói e também os escritores por trás dele, conseguiu até hoje entendê-la por completo.

Continua após a publicidade

“É essa energia extradimensional que os velocistas aproveitam como se estivessem conectando uma bateria ou conectados a uma fonte elétrica. Ela foi definida por todos os tipos de autoridades mundiais de maneiras muito diferentes, algumas bastante contraditórias e outras não. Não faz muito sentido", diz.

O que é a Força da Aceleração para o novo escritor de The Flash?

Spurrier fala que é algo que chega a estar intrínseco à realidade dos Flash, mas que ninguém sabe exatamente do que se trata. "Todos esses heróis incríveis e alguns vilões estão utilizando essa força inefável que, se você realmente levar isso ao seu grau lógico, é semelhante a um deus. Se você estiver totalmente saturado nesta coisa, não há nada que você não possa fazer, nenhum lugar que você não possa ir, de jeito nenhum que você não possa ir. Eles usam isso principalmente para fazer coisas extremamente boas, mas não sabem o que é.”

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Para o escritor, há um lado intrigante sobre a Força da Aceleração, e ele compara a um desbravador procurando por novas fontes energéticas. Se, por um lado, o explorador consegue alimentar suas máquinas, por outro, a natureza também paga um preço por isso. “Quando Wally, Barry e o resto deles utilizam a Força de Aceleração e viajam perto ou além da velocidade da luz, explodem em realidades alternativas ou ascendem a estranhos universos-bolha, eles não sabem o que estão fazendo ou as consequências disso."

Spurrier destaca que essa natureza estranha da Força da Aceleração fornece boas ideias para explorar as narrativas mais sombrias na revista. “O horror cósmico, especialmente por causa de onde esse poder vem e por causa dos tipos de coisas que ele pode fazer, abre tantas portas. E é exatamente para onde meu cérebro foi.”

The Flash #1 chega às bancas gringas nesta terça-feira (26)