Doutor Estranho desvenda entidade cósmica mais misteriosa da Marvel em nova HQ

Doutor Estranho desvenda entidade cósmica mais misteriosa da Marvel em nova HQ

Por Márcio Padrão | Editado por Claudio Yuge | 17 de Dezembro de 2021 às 22h40
Reprodução/Marvel

Os Defensores, equipe atualmente liderada pelo Doutor Estranho nas HQs da Marvel, estão em uma jornada por diferentes cosmos em busca do cientista louco Carlo Zota, e em Defenders nº 4, lançada nos EUA, perceberam que a personificação do Quarto Cosmos é uma entidade já citada antes e que aparece pela primeira vez de forma inesperada.

Atenção: spoilers a seguir!

Na trama escrita por Al Ewing e desenhada por Javier Rodriguez, vemos que o tal Quarto Cosmos é cheio de paisagens intermináveis e versões bizarras de heróis da Marvel como o Hulk de quatro rostos no peito. O próprio Zota aparece como um Galactus alertnativo, que acaba sendo derrotado pela equipe.

Ao final da luta, Zota revela a presença da Peregrina, uma personagem que é vista pela primeira vez nesta HQ, mas que já havia sido citada em Ultimates 2 nº 100 (2017). A Peregrina nasceu da morte do Terceiro Cosmos, como parte da natureza cíclica da própria existência. Também conhecida como a Verdadeira Fiel, a personificação do Quarto Cosmos é descrita como aquela que "viajou para o mistério" — são referências a um apelido de Stan Lee aos fãs da Marvel (true believers, em inglês) e a uma antiga revista da editora (Journey into Mystery).

Defensores encontram a Peregrina, personificação do Quarto Cosmos (Imagem: Reprodução/Marvel)

Um outro detalhe que colabora com o clima fan service é a mudança artística que ocorre nesta edição, que usa um layout de quadrinhos mais reticulado, que lembra as impressões antigas das HQs; e a forma como ela traz os heróis para falar com ela, saltando de uma página de quadrinhos.

A entidade fala de forma breve com os Defensores, dizendo que não está morrendo, mas tomando uma nova forma para levar seus arquétipos (os proto-heróis Marvel vistos na edição) em uma busca pelo coração da criação". Pelo visto seu caráter autorreferencial e enigmático vai longe.

Fonte: CBR

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.