Review Philips TAT1235 | Um modesto fone de ouvido Bluetooth

Review Philips TAT1235 | Um modesto fone de ouvido Bluetooth

Por Amanda Abreu | Editado por Léo Müller | 03 de Agosto de 2021 às 18h40
Ellen Monike/Canaltech

O fone Philips TAT1235 é feito para pessoas que procuram um fone de ouvido Bluetooth totalmente sem fios, mas não quer gastar muito dinheiro. Na faixa dos R$ 300, ele pode ser uma opção viável.

Apesar de não ter a melhor qualidade de som entre seus concorrentes, ainda assim é um fone modesto e com bons pontos a serem observados. Pude utilizá-lo por dois dias direto, e trago a minha experiência de uso pessoal. Confira na nossa análise.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Prós

  • Ergonômico;
  • Bateria com boa duração;
  • Totalmente sem fios;
  • Preço atrativo.

Contras

  • Qualidade do som mediana.

Confira o preço atual do Philips TAT1235

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Design e Construção

O fone da Philips é leve e pequeno, com um encaixe bastante confortável nos ouvidos. Mesmo para mim, que não gosto de fones intra-auriculares, é um acessório que dificilmente irá desagradar ou incomodar enquanto estiver sendo utilizado.

Na caixa do produto, a fabricante entrega três borrachinhas extras de tamanhos diferentes (pequeno, médio e grande) para que ele se encaixe a qualquer ouvido sem problemas. Também conta com um case responsável pela recarga dos fones, além do cabo USB-C para recarga da bateria.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Qualidade de Som

Apesar de ser um fone simples, a qualidade do som não é das piores. O Philips TAT1235 entrega áudio cristalino, com qualidade mediana em reproduções graves e de alta frequência. As vozes são reproduzidas com clareza, entregando de forma honesta a sua proposta.

Caso você esteja buscando a melhor qualidade, esse não seria o fone mais adequado para seu uso. Porém, se procura algo mais modesto sem gastar muito dinheiro, é com certeza uma opção válida.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Em sua construção foram utilizados speakers de 6 mm cada, entregando volume de, no máximo, 98 dB. Inclusive, devo dizer que a altura do volume agrada bastante. Mesmo em situações que utilizei o som no máximo, não percebi grandes perdas de qualidade no geral.

É possível iniciar/pausar a música ao tocar uma única vez no centro do fone ou ativar a sua assistente pessoal tocando duas vezes seguidas. Essa, inclusive, é uma característica bem interessante, pois o fone também possui microfone embutido, possibilitando atender ligações sem nenhum problema.

Bateria e Conectividade

Durante meus testes percebi uma autonomia de 6h35m no total. O resultado foi obtido através de testes utilizando o fone com a bateria em 100% até o seu total esgotamento. O volume foi utilizado em 50%, o que comprova a autonomia informada pela própria Philips de, aproximadamente, seis horas de uso.

O estojo de armazenamento e recarga também garante outras duas cargas cheias para os fones, entregando até 18h de funcionamento. A conexão com o Bluetooth é na versão 5.1, o que garante maior estabilidade durante seu uso. Testei os fones em ambientes externos e eles funcionaram sem nenhuma interferência ou instabilidade.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

O fone Bluetooth Philips TAT1235 entrega qualidade modesta, com bom nível de volume e totalmente sem fios, é uma opção válida entre as tantas disponíveis no mercado.

Ficha Técnica

  • Sistema acústico: Fechado;
  • Resposta em frequência: 20 – 20,000 Hz;
  • Impedância: 16 ohm;
  • Alto-falante: 6 mm;
  • Microfone: sim;
  • Bluetooth: sim (versão 5.1);
  • Gerenciamento de chamadas: sim;
  • Suporte a assistentes pessoais: sim (Google Assistente e Siri).

Concorrentes Diretos

Os fones JBL Tune 115TWS e Samsung Galaxy Buds+ são os principais concorrentes do Philips TAT1235. O JBL tem características bem parecidas com as do modelo da Philips.

Ambos possuem a mesma autonomia de uso (6 horas), conexão totalmente sem fios, além de o estojo de carregamento também garantir outras duas cargas completas. O suporte aos assistentes pessoais – Google Assistente e Siri – também é garantido. A única diferença (quase imperceptível) entre os modelos é o driver dinâmico utilizado na construção. Enquanto o JBL TUNE possui 5,8 mm de diâmetro, o Philips conta com 6 mm.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

O Galaxy Buds já é um concorrente “premium” entre os dois apresentados. Reproduz até 11 horas de música de forma ininterrupta, sendo que o estojo de carregamento comporta mais um ciclo inteiro de recarga para os fones. Diferentemente dos outros dois, o Galaxy Buds+ tem sistema de som com driver duplo entregando qualidade superior na reprodução de músicas e áudios no geral.

Dependendo dos valores ou promoções que estiverem acontecendo, vale a pesquisa entre esses três modelos para garantir a melhor escolha.

Conclusão

O TAT1235 é um fone de ouvido feito para quem procura boa qualidade sonora no geral. Apesar de não ser um topo de linha, é um produto que entrega boas características em sua construção, aliado à tecnologia Bluetooth.

Mesmo não possuindo cancelamento de ruído ativo, basta escolher a borracha mais adequada ao tamanho do ouvido para garantir bom isolamento passivo e segurança no encaixe. A bateria não tem grande autonomia (6 horas), mas, se você é um usuário mais focado em ouvir música, podcasts ou vídeos em alguns momentos do seu dia, ele te atenderá sem problemas.

Se você curtiu o Philips TAT1235 e quer dar uma oportunidade a ele, confira o link abaixo com o menor preço disponível.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.