Reino Unido está testando carteira de habilitação via iPhone

Por Redação | 13.05.2016 às 16:46
photo_camera ShockMotors

Até mesmo sua documentação pode, em breve, acabar se tornando algo do passado. O governo do Reino Unido está apresentando um protótipo de sistema que permitiria o uso de carteiras de habilitação virtuais, utilizando o Apple Wallet e a antena NFC dos iPhones como método de verificação pelos oficiais de trânsito.

A ideia do governo seria não apenas facilitar o processo, evitando que o cidadão tenha de carregar tudo consigo, mas também agilizar análises e investigações. Utilizando sistemas que já estão em vigor na Europa, como os notebooks e tablets presentes nos carros dos policiais, seria possível obter informações sobre um motorista de forma mais simples, bastando que ele aproxime o celular de um leitor.

Habilitação iPhone

Funcionaria de forma semelhante, por exemplo, ao que acontece hoje com o Apple Pay, o sistema de pagamentos digital da Maçã. A ideia é a mesma: o usuário não precisa tirar o cartão de crédito do bolso para acertar uma conta, bastando usar o celular para isso. Entretanto, as autoridades do Reino Unido afirmam que a ideia de uma carteira de habilitação digital seria uma facilitadora, e não substituta, com os motoristas ainda tendo que carregar o original consigo durante todo o tempo.

A ideia ainda está em fase de protótipo e muito longe de ser aplicada na prática. De acordo com o governo, trata-se de uma tecnologia em caráter de testes iniciais, e ainda não existe qualquer previsão de aplicação. O programa piloto estuda também a utilização de um aplicativo específico pelo departamento de trânsito, de forma que os usuários também poderiam fazer solicitações ou checar informações sobre regras e legislação.

Apesar de não estar aberto a todos os desenvolvedores, o sistema de NFC pode ser utilizado por terceiros mediante acordos e parcerias com a Apple. Nos Estados Unidos e Europa, por exemplo, alguns hotéis já possuem quartos cujas trancas são abertas pela proximidade do celular. É uma tecnologia que a Maçã gostaria de ver se tornando popular, e o uso por agências governamentais é uma bela maneira de conseguir isso.

Fonte: 9to5 Mac